GFauth

R$5 está de volta e vai subir mais.

Viés de alta
BMFBOVESPA:DOL1!   US DOLLAR FUTURES
Semana de forte recuperação para o Dólar. Esse movimento tão estrondoso se deu após falas mais duras do Presidente do FED no FMI , na quinta-feira passada (21/04). O mercado entendeu que as medidas para a próxima reunião do FOMC serão mais duras e agora o horizonte de juros deve acelerar.

No mesmo passo, o RCN , presidente do Banco Central do Brasil segue afirmando a SELIC terminal em 12,75%, subindo 1bp na próxima reunião datando o fim do aperto. Essa declaração provoca desde então uma baixa expectativa no Carry Trading no Brasil, gerando uma leve saída de capital na segunda quinzena de Abril — flight to quality.

A cereja do bolo vem na política do Brasil, onde nosso Presidente vem trocando alfinetadas com o poder Judiciário. O desalinhamento entre os poderes trás risco ao país, consequentemente risco aos investimentos, principalmente dos estrangeiros. Em pleno ano de eleição — que já eleva o risco — ainda temos que lidar com as picuinhas e desdobramentos que acontecerão entre o Executivo e o Judiciário.

Vale dar uma atenção especial para como o fiscal será comprometido durante a campanha do Bolsonaro, esse é uma fator determinante. Semana que vem teremos super quarta, com COPOM e FOMC, não preciso nem dizer que é o dia mais esperado da semana e do trimestre.

Ao meu ver, o dólar volta a tomar rumo longe da distorção dos R$4,60. Vejo uma janela de briga forte entre compra e venda de 5000 aos 5200, que pode ser agravada pela briga da PTAX e pelos dados de PCE dos EUA . Compradores estrangeiros estão posicionados com 200mil contratos cheios de dólar para hoje, devemos ver volatilidade + saída de capital.

Suportes em 4922 e 4800. Resistências 5050 e 5170.
Trade fechado: objetivo atingido

Este é um estudo pessoal e não recomendação de investimento. Negocie pelo seu próprio risco.