lyusao

Petróleo BRENT e as petroleiras

Viés de alta
lyusao Atualizado   
TVC:UKOIL   CFDs em Petróleo Bruto Brent
Quarta feira da próxima semana teremos a reunião da OPEP onde se discutirá a produção para o mês de Março! Data relevante para esse grupo que se tornou uma espécie de COPOM ou FOMC do Petróleo mundial!

Esses sim claramente senhores do mundo!

O ponto principal será a decisão sobre um aumento diário de 400mil barris/dia, que provável que NÃO OCORRA :(

Os pontos que eles considerarão: conflito Ucrânia X Rússia; Covid; Produção dos membros; queda de atividade por petróleo caro; se a alta atual é especulativa ou é uma pressão real de oferta X demanda.

1. O conflito geopolítico -> pode ter sanções a Rússia, que podem muito bem ser amortecidas pelas compras vindo integralmente da China
2. A questão de produção -> realmente e justifica sob a ótica do descasamento entre oferta e demanda, o que já foi dito em diversas reuniões da OPEP que ainda há demanda aquém da capacidade no mundo pós covid
3. Alta do petróleo ferindo a atividae global -> referem que a alta é temporária e que nos níveis atuais (~90 USD/barril) não haverá efeitos deletérios à economia
4. Sobre a possibilidade das altas recentes serem especulativas -> há grande chance de serem caracterizadas dessa forma pelo board da OPEP
5. E finalmente no plano de oferta e demanda, lembre que escrevi acima: não há pressão de demanda num mundo que está mudando ativamente sua matriz para renováveis

Posto isso, chances de um aumento de 400mil na produção tenderia a não ser esperado nesta reunião, permanecendo tudo como está.

Em relação ao GRÁFICO: tendência clara desde o Covid de ALTA consistente, apoiada em fundamentos macro e micro, e belamente seguindo duas linhas paralelas a LTA. Atualmente brinca com uma linha de alta mediana às duas linhas paralelas.
Juntei aqui a PETROBRAS com alguns pares relevantes: CONOCO, SHELL, EXXON, CHEVRON ; o que me surpreende é que desde Out/21 a PETRO vem desempenhando lindamente. Já falei sobre fundamentos da PETRO em outro artigo, e recomendo darem uma checada.

A atenção é só para talvez medirmos os Betas e correlações entre eles. Não fiz essa conta hoje. Mas, farei! Batendo os olhos, Petro foi bem e tem variação relativamente maior a esses pares, o que na possibiilidade de realizações do petróleo podem significar em variações negativas tanto maiores na Petro. Não preciso nem dizer que é lógica a correlação positiva entre a commodity e a empresa que vive da commodity, mas este artigo é para começar os estudos sobre a intensidade dessa causalidade, e se podemos hedgear com seus pares ou fazermos estruturas que suavizem nosso call LONG PETRÓLEO VIA EMPRESAS.

Abraços

Lyu
Comentário:
ATUALIZANDO! PETRÓLEO PODE ARREFECER NO CURTO PRAZO POR...

O cenário atual em que as negociações frente o Irã e os EUA na questão nuclear resultam num queda das restrições e embargos anteriores possam causar um aumento de oferta de petróleo, são IMPORTANTES.
Uma vez sendo permitido ao Irã a comercialização internacional, haveria um possível aumento da produção atual de 1,5 milhões de barris para 3,5 milhões em 4-6 meses segundo Ellen Wald (especialista em petróleo). Isso deve ser levado em conta no trade de empresas petroleiras e a própria commmodity.

Vale ressaltar que esse evento de oferta é gradual, mas uma antecipação desse evento já foi vista nesta sexta-feira dia 18/fev/22 com a queda no Brent.

Os fundamentos, mesmo assim, seguem APERTADOS ao petróleo no médio prazo, apesar de uma possível correção no curto prazo, os fatores de: inflação, oferta estrutural, demanda, seguem inclinados a favor do preço mais alto da commodity.

Abraços,

Lyu