HugoCarpegianny
Educação

Como marcar regiões de Suporte e Resistência?

OANDA:NAS100USD   US Nas 100
Alguma vez você ficou em dúvida de como marcar o suporte e a resistência para fazer suas análises?

Veja este post e não tenha mais dúvidas.

Antes de olhar para o gráfico é importante definir o que é suporte e resistência.

No livro Visual Guide to Chart Patterns de Thomas N. Bulkowkski, ele define suporte e resistência como sendo regiões de preço de um determinado ativo onde o mercado retoma nesta região para que os trades possam negociar.

Imaginem a situação em que você quer comprar ou vender um determinado ativo a um determinado preço, mas o preço comece a subir ou descer a um ritmo suficientemente rápido até que você perca a oportunidade de negociar. Porém, quando o preço volta para a região onde ele caiu ou subiu você terá a oportunidade de comprar ou vender aquele ativo. Esta região é denominada de área de Suporte ou Resistência do preço.

A melhor forma de encontrar regiões de suporte e resistência é utilizando o gráfico de 15 minutos ou mais. São gráficos com menos "poluição" visual em que os trades mais utilizam.

Vamos ao gráfico!

1- A primeira linha de suporte e resistência que um trade deve fazer é na abertura do mercado. Esta linha irá guiar o operador durante todo dia do pregão. Caso o mercado fique a baixo desta linha, há uma forte chance do mercado andar em tendência de baixa. Então, esta linha marcada inicialmente fará o papel de uma super resistência. Muitos analistas chamam esta linha inicial de linha d'água. Caso mercado abra acima da linha d'água, a chance de continuar em uma tendência de alta é maior. Então, a linha d'água fará o papel de um super suporte.

Note que na marcação da linha d'água no gráfico mostra que o mercado "andou" abaixo dela durante todo o pregão, testando 3 vezes a região da linha, formando uma região de super resistência.

2 - Uma região de suporte e resistência não são apenas topos e fundos de um gráfico. Para delimitar uma linha de suporte e resistência o mercado tem que ter testado esta região em outros momentos do pregão ou no dia anterior. No gráfico em 2, vemos que a região de resistência foi testada no dia anterior.

3 - Nesta região, vemos que o gráfico testou ela no dia anterior. Porém, antes era uma região de suporte. Depois que houve a reversão de preço, esta região passou a ser uma resistência. Veja que o mercado testou esta região 3 vezes depois que virou uma resistência. Então, vendo este cenário, o trade deve marcar como uma linha de suporte e resistência. A mesma coisa acontece com a região de suporte e resistência logo abaixo.

4 - Este mesmo cenário se repete na linha com a seta número 4. Procure enxergar onde o mercado testa a região várias vezes. Esta região será um possível suporte e resistência.

5 - Muitas vezes o mercado testa regiões de suporte e resistência sem que necessariamente tenha que tocar exatamente na linha onde esteve anteriormente, chegando apenas próxima a ela . Esta região é chamada pelos analistas técnicos de Zona de Suporte e Resistência. Note que essas regiões geralmente estão próximas as retrações de Fibonacci do movimento do mercado.

6 - Falando em retação de Fibonacci, as retrações é uma outra maneira que os analistas utilizam para encontrar possíveis regiões de suporte e resistência. O mercado tende a obedecer a conhecida sequência de Fibonacci, que é um padrão numérico encontrado na natureza. Traçando a linha no ponto mais baixo do movimento até o ponto mais alto, ou o contrário, o trade consegue marcar onde acontece as retrações. As principais retrações são a de 38,20%, 50% e 61,80%.

A e B - Outra possível forma de encontrar as regiões é utilizando a média móvel de 200 períodos (linha vermelha). No ponto A o mercado toca uma região onde o preço começa a declinar, passando para uma tendência de baixa. Este ponto pode ser utilizado como uma região de resistência. No ponto B acontece uma reversão do mercado onde a tendência passa a ser de alta . O ponto B passa a ser utilizado como uma região de suporte.

Os indicadores não substituem as região onde o mercado testou várias vezes. Este ultimo são regiões mais fortes de preço e por isso os trades utilizam mais que os indicadores.

Bom , este foi um estudo breve de como identificar as regiões de Suporte e Resistência. Espero que tenham gostado desta análise!! Se gostaram, deixem o joinha para que eu possa saber se estão gostando ou não. Até a próxima!!

OBS: As informações contidas aqui são apenas para fins de estudo. Você é o responsável por seus investimentos.

Bons estudos!!!
Início Rastreador de Fundamentos Rastreador Forex Rastreador de criptomoedas Calendário econômico Shows Como Funciona Recursos gráficos Preços Regras da Casa Moderadores Soluções para sites e corretoras Widgets Soluções em Gráficos Biblioteca de Gráficos Lightweight Central de Ajuda Indique um amigo Solicitação de recurso Blog & Notícias Twitter
Perfil Configurações de perfil Conta e cobrança Indique um amigo Meus Tíquetes de Suporte Central de Ajuda Ideias Publicadas Seguidores Seguindo Mensagens Privadas Conversa Deslogar