natan_labarrere
Viés de alta

IBOV em OURO: análise histórica e perspectivas

A análise coloca o IBOV em termos do valor do ouro, ativo com função histórica de reserva de valor. Por não poder sofrer inflação artificial, o ouro serve como um parâmetro do valor real do IBOV .

A crise do covid levou o IBOV à mínima de 2016 e próximo da mínima histórica de 2002. De forma semelhante ao movimento em 2016, o IBOV vem recuperando e ganhando tração. Resta a dúvida, porém, se conseguirá vencer a média móvel de 10 anos, nos 500 pontos aproximadamente, resistência não superada no último ciclo de alta . Dada a conjuntura macroeconômica frágil e a injeção monetária efetuada pelos bancos centrais ao redor do mundo, que tendem a fortalecer bastante o valor do ouro, a continuação do bull market é colocada em cheque.

Pessoalmente, esperaria a continuação do movimento de alta até próximo da média móvel, antes de uma nova queda de volta para a mínima de 2016 ou até para a de 2002. Uma segunda possibilidade é a lateralização do IBOV em termos do ouro em um movimento de inflação contínua de ativos gerada pelas injeções monetárias.

Comentários

Início Rastreador de Fundamentos Rastreador Forex Rastreador de Criptomoedas Calendário Econômico Como Funciona Recursos gráficos Preços Indique um Amigo Regras da Casa Central de Ajuda Soluções para Sites & Corretoras Widgets Soluções em Gráficos Biblioteca de Gráficos Lightweight Blog & Notícias Twitter
Perfil Configurações de perfil Conta e Cobrança Amigos indicados Moedas Meus Tíquetes de Suporte Central de Ajuda Ideias Publicadas Seguidores Seguindo Mensagens Privadas Conversa Deslogar