DuctorMarcus

Déjà vu - IBOV faltando muito para se comemorar

BMFBOVESPA:IBOV   Índice IBovespa
No ápice do pessimismo institucional brasileiro o mercado reagiu de forma similar a primeira semana de novembro, olhe o gráfico e sinta o frio na espinha. É incrível como "eles" sentem mais do que nós. Como dito no outro estudo, ficou nítido um desespero quando o IBOV perdeu os 102.000 pontos. O grande problema para esses institucionais é que a grande maioria não entende nada de gráficos e eles se prender naquilo que aprendemos nos livros, a famosa memória do mercado. Quem compreende gráficos sabe onde é bom comprar ou vender algo, já quem se aventura no fundamentalismo se baseia em suposições futurísticas incertas. Não há muita diferença de um grafista para um fundamentalista, pois ambos são especuladores usando padrões de entrada e saída distintos.

A situação do IBOV amenizou, nos últimos três dias tivemos cerca de 6% de alta saindo da região dos 100.000 para os 106.800 pontos. Quando olhamos para a evolução tivemos uma verdadeira montanha russa. Em 2021 saímos de 119.000 pontos para 131.190 pontos e depois mergulhamos para os 100.074 pontos.

Nos últimos estudos de novembro e dezembro, fiz o alerta do perigo que seria a forma como teríamos o fechamento de novembro e ele foi muito ruim, esse regresso dos 100.000 pontos é reflexo da besteira que criaram em novembro. Muito gestor, falando de política e praticamente culpando sua medíocre rentabilidade com o que o governo fazia ou deixava de fazer.

É aquela velha teoria de pessoas que não assumem os erros para colocar a culpa nos outros, quem estuda psiquiatria sabe muito bem que é algo preocupante, mas são "eles" que cuidam do dinheiro de outros.

Essa é a realidade do nosso mercado e por isso não temos o vigor de certos mercados como os dos EUA .

O IBOV finalmente se colocou acima da média de 21 dias no diário, mas sem realizar um pivot de alta no diário, na leitura gráfica estamos em repique em gráfico diário, dessa forma, é muito importante focarmos no gráfico intradiário para buscar sinais extras.

No gráfico destaquei uma região retangular que considero a maior resistência do atual ciclo (região de 111.390 / 109.840).
O que temos de imediato pela frente, topo das bandas de bollinger e depois uma range de distanciamento de aproximadamente 3.5% da média de 21 simples do atual topo das bandas. Para quem subiu 6% em três dias é uma condição muito interessante para a busca da zona retangular citada mais acima.

Não podemos ficar tranquilos enquanto não tivermos um fundo decorrente de formação do pivot de alta. Outra coisa importante é compreender que o rompimento do fluxo atual será redesenhado por reversão que vai desenvolver as ondas 1 2 e 3, e estaríamos na onda 1. Falta muita coisa para ter algum grau de tranquilidade e vale lembrar que o alvo do IBOV para a Morgan Stanley para 2022 é de 120.000 pontos. Em outras palavras 2022 será um ano difícil se perspectiva de se romper o topo histórico.











Ductor Marcus +20 no Mercado Financeiro
MBA em Finanças com Ênfase em Mercado de Capitais, Advogado e Teólogo,
OBS. Todas as publicações NÃO são recomendações de compra ou venda de ativos, são meros estudos.