ethostrader

IBOV e Ações - Cenários, Balanço Geral e Oportunidades Renovadas

BMFBOVESPA:IBOV   Índice IBovespa
600 vizualizações
9
O desempenho e fechamento da semana só me deixou uma certeza: não é o momento de se posicionar nem na compra nem na venda. O fechamento de sexta-feira , 20 de outubro nos deixou dominados pelas incertezas e será preciso esperar os sinais apontarem novas oportunidades ação por ação. O momento requer paciência para que as probabilidades gráficas superem estas incertezas.

A semana foi boa para aqueles que entraram na venda naquelas ações que configuraram venda, mesmo quando o IBOV demonstrasse vigor e superação da LTB. Desta forma as concessionárias ECOR 3 e CCRO3 demonstraram bom desempenho em cair direto para seus respectivos alvos. O mesmo ocorreu com HYPE3 , ITSA4 e BRDT3 . Contudo, novas vendas neste momento podem ser um risco tão grande quanto as compras. Tais ações estão a caminho de atingir seus alvos e novas entradas envolverão um Risco x Retorno desfavorável ao investidor.

Se as vendas resultaram em bons trades, algumas boas compras em andamento geraram stops inesperados resultando em perdas, zero a zero ou em lucros menores do que o esperado. Isso ocorreu com entradas promissoras como SBSP3 , MRVE e CYRE3 que nem chegou a configurar compra. Vale ressaltar que estas ações não estão fora do radar para futuras próximas compras pelo gráfico semanal e esperamos para tal apenas confirmações do IBOV e delas próprias para as devidas reentradas que serão oportunamente publicadas

Retornando ao IBOV , tendo como principal critério de análise as probabilidades verificadas pelo Sistema de FiboNuvens Multitempos, arrisco a considerar que há atualmente plena possibilidade de retorno a tendência de alta mas deveremos considerar os limites definidos no gráficos.

1º hipótese (DESEJÁVEL): reação instantânea ao contato com o limite s superior da FiboNuvem no gráfico Diário e retorno a tendência, sem qualquer resistência de outras nuvens a frente

2º hipótese (POSSÍVEL): Reação instantânea à chegada dos candles ao limite inferior da FiboNuvem no gráfico Diário e retorno a tendênciasem qualquer resistência de outras nuvens a frente

3º hipótese (Razoável): Possível reação ao limite su perior da FIbonuvem no gráfico Semanal tendo grande possibilidade de que sofra resistência da nuvem no diário recém ultrapassada.

4º hipótese ( TENSA): queda até o limite inferior da fibonuvem no gráfico semanal, sendo que consideramos este a última fronteira para que ocorra uma inversão definitiva de tendência primária. Mesmo uma reação neste limite poderá não ser suficiente para garantir a progressão dos candles qu epoderão reagir as nuvens no diário como uma forte resistência, implicando assim em na formação de pivots de baixa. Por isso consideramos tensa a região e o limite pois ali será dominado por uma grande sensação de incertezas que afetarão a confiabibilidade em novas entradas em ações, espero que não chegue a este patamar inferior.

5º hipótese: violação dos limite inferior da nuvem no semanal resultando assim em franco movimento de reversão para baixa

Quanto as ações, temos algumas considerações:

Os Bancos podem parecer que estão desenhando boas entradas na venda mas avaliamos que estão aprisionados entre os limites das nuvens do diário e do semanal e por este motivo podem resultar em más escolhas tanto para compra quanto para a venda. Destes, apenas SANB11 está num compasso um pouco diferente mas também não chega a ser uma boa oportunidade;

Das ações com desempenhos extraordinários apenas ETER3 poderá ainda atingir o 2º ALVO BôNUS, mas tal possibilidade só é válida para os comprados na origem conforme sinalizado no estudo correspondente. O mesmo não podemos dizer de IGBR3 que, conforme alerta nos comentários não chegaria mesmo a atingir o segundo alvo

Por fim algumas ações merecem especial monitoramento, principalmente se o IBOV respeitar o estudo das nuvens e reagir as nuvens já no gráfico Diário. São elas

ARZZ3 - reagiu as nuvens e demonstrou surpreendente resiliência ao amasso do IBOV

BPAN3 - Opera próximo ao limite da nuvem no diário e numa recu peraçaõ geral do IBOV poderá se opção de entrada

BTOW 3 e LAME3: Operam na zona limite das nuvens do diário e semanal e uma violação mais forte poderá até resultar num aprofuindamento das quedas mas uma reação na região devida poderá representar o i nício de uma esperada recu peração. Estão muito fortes no nosso radar e oportunamente suas análises serão publicadas

Algumas ações do promissoras no Setor Elétrico e Construção também estão no radar mas tudo depende agora de como o Mercado construirá as próximas duas semanas, mas sem ansiedade pessoal, apenas muita vontade de ver ações configurarem, vamos esperar que tudo aconteça com serenidade. Boa semana para todos nós!
Comentário: Os candles reagiram ao encontro com a Fibo Nuvem Multitempos de maior densidade no tempo diário ( nuvem representada pela barra azul clara). Reagiu exatamente onde definimos a 1º hipótese, a qual classificamos como "desejável". Tal reação foi a melhor opção e aquela que revela que teremos possivelmente um rally de final de ano se iniciando nesta região. Claro que termos pela frente um "numero bola" de 100k mas é maior a possibilidade de que seja superado neste momento em direção a máxima histórica. Os estudos indicando venda de ações (CCRO, ECOR E HYPE, por nós publicados até este momento continuam válidos, contudo a tendência é que daqui para frente darmos prioridade as configurações de compra.

Comentários

O que vc acha da Ccpr3 e da Also3? Vc já fez alguma análise preliminar?
Resposta
ethostrader gisellycard
Boa noite, @gisellycard. do ponto de vista da análise gráfica CCPR3 apresenta configuração amplamente desfavorável a compra. Desde a mínima alcançada este ano em março deste ano em R$ 10,90 seus candles sempre reagiram ao encontro com as fibonuvens com mais quedas. Sem força para desenvolver, os candles serpentearam, sem convicção e perderam valor lentamente seguindo sempre em direção a mínima do ano. nas atuais condições apenas um Fato Relevante, ou outra excepcionalidade poderia tirar a ação da situação em que se encontra. Quanto a ALSO3, poderia repetir a mesma análise anterior. Desde fevereiro deste ano a ação caiu para quase um terço do seu valor, com as fibonuvens bastante descoladas uma da outras, fato este que nos demonstra total desorganização e falta de direção. Nao vejo força de reação neste momento: o ativo está " à deriva". Caso venha a se desenvolver deverá enfrentar forte resistência na casa dos R$ 30,50. Creio que uma compra em ambos os ativos representaria não mais do que uma aposta e por isso não julgo aconselhável. Obviamente, como já disse anteriormente, esta análise exclui a possibilidade de um salto decorrente de um fato relevante ou de outra excepcionalidade.

Por fim, percebo que é muito comum o interesse em ativos que perderam muito valor. Em geral, prevalece no imaginário do investidor, a possibilidade de que algo que caiu tanto retorne aos patamares anteriores gerando extraordinário lucro, mas na esmagadora maioria das vezes não é assim que funciona. Não devemos "pegar faca caindo" ou "comprar fraqueza". Devemos comprar "fortaleza" e isso é o que menos estes ativos sugerem neste momento. Para complementar este raciocínio sugiro que leia o artigo que escrevi a este respeito: " O mito do retorno ao ponto de origem", no link que segue.

Resposta
isso que eu chamo de análise completinha
Resposta
Valeu @GFauth, TMJ companheiro
Resposta
Início Rastreador de Fundamentos Rastreador Forex Rastreador de Criptomoedas Calendário Econômico Como Funciona Recursos gráficos Preços Indique um Amigo Regras da Casa Central de Ajuda Soluções para Sites & Corretoras Widgets Soluções em Gráficos Biblioteca de Gráficos Lightweight Blog & Notícias Twitter
Perfil Configurações de perfil Conta e Cobrança Amigos indicados Moedas Meus Tíquetes de Suporte Central de Ajuda Mensagens Privadas Conversa Deslogar