BlackBull_Markets

Os aumentos de taxas nos EUA estão em risco?

TVC:DXY   Índice Dólar
Os aumentos de taxas nos EUA estão em risco?

Nos últimos dias, vimos o segundo e terceiro maiores fracassos bancários da história dos EUA. Resta saber se vimos o último desses fracassos e que outros efeitos de ondulação poderiam ocorrer.

Nos mercados cambiais, o índice do dólar caiu abaixo de 104, atingindo um mínimo de três semanas pela terceira sessão consecutiva. A assinatura e o fracasso do Banco do Vale do Silício geraram especulações de que a Reserva Federal dos EUA poderia adotar uma abordagem menos agressiva de aperto político em sua próxima reunião, com o Goldman Sachs até mesmo sugerindo uma pausa. Os mercados financeiros agora indicam uma probabilidade de mais de 70% de uma subida de 25 pontos-base na próxima semana, uma inversão brusca em relação à semana anterior. Entretanto, um relatório de empregos melhor do que o previsto publicado na sexta-feira nos EUA apóia o argumento de novos aumentos de taxas. Os investidores estão antecipando dados importantes sobre a inflação nos EUA na terça-feira, que fornecerão uma visão da trajetória do banco central em relação à taxa de inflação.

Alguns dos melhores desempenhos diante da queda do dólar americano têm sido moedas sensíveis ao risco, como o dólar australiano (+1,40%) e o da Nova Zelândia (+1,45%). A libra esterlina também está no quadro de líderes, apreciando +1,3%. Talvez sugerindo um voto de desconfiança nos bancos tradicionais, Bitcoin experimentou um aumento de 18% nas últimas 24 horas, ultrapassando $24.200, seu ganho diário mais significativo em quase um mês. Em outros lugares, o ouro aumentou +2,4% para US$1.911, seu nível mais alto em mais de um mês.

Free TradingView Essential with BlackBull Markets: www.blackbull.com/en/platforms/tradingview/?utm_source=tradingview
Aviso legal

As informações e publicações não devem ser e não constituem conselhos ou recomendações financeiras, de investimento, de negociação ou de qualquer outro tipo, fornecidas ou endossadas pela TradingView. Leia mais em Termos de uso.