ReutersReuters

USDA corta projeção para produção de café do Brasil em 2022/23

Os produtores brasileiros devem colher 62,6 milhões de sacas de 60 kg de café na safra 2022/23 (julho a junho), volume que é 1,7 milhão de sacas menor do que o projetado em junho, informou o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) na terça-feira.

Em sua segunda estimativa para a produção brasileira, a agência do governo dos EUA disse que os cafeeiros do maior produtor e exportador mundial sofreram mais do que o inicialmente estimado com as condições climáticas desfavoráveis, levando a rendimentos menores.

O USDA disse que toda a redução em sua projeção veio de um corte de 1,7 milhão de sacas na produção de café arábica, a variedade mais suave preferida por cadeias de café como Starbucks SBUX e Panera.

O departamento agora espera que o Brasil produza 39,8 milhões de sacas de arábica, ante 41,5 milhões de sacas em junho.

Os Estados Unidos são o maior consumidor mundial de café, enquanto o Brasil é seu maior fornecedor.

A produção de café do Brasil foi impactada negativamente pelo clima irregular nas duas últimas safras, incluindo as geadas mais fortes em 40 anos e a seca mais severa em décadas enfrentadas no ano passado.

O USDA manteve sua projeção para a produção brasileira de café robusta, tipo amplamente utilizado para fazer café solúvel, inalterada em 22,8 milhões de sacas.

(Por Marcelo Teixeira)

((Tradução Redação São Paulo))

Join for free to get the full story
News unlock banner