ReutersReuters

Iéne deprecia além dos 150 por dólar pela primeira vez desde 1990

O dólar atingiu o nível simbólico de 150 iénes pela primeira vez desde 1990, esta quinta-feira, numa altura em que o dólar é apoiado pelas 'yields' do Tesouro a negociar a níveis máximos de vários anos, mantendo os mercados em alerta máximo para uma intervenção das autoridades japonesas.

Os movimentos entre outras grandes moedas foram mais suaves com o euro EURUSD nos 0,9786 dólares, lutando para recuperar terreno perdido com uma subida do dólar no dia anterior, enquanto que a libra estendeu as suas perdas.

O frágil iéne USDJPY enfraqueceu brevemente para além dos 150 por dólar nas primeiras transacções europeias, pela primeira vez desde Agosto de 1990. Estava pouco abaixo desse nível, sem grandes mudanças no dia.

A moeda japonesa tem estado numa maré de perdas por 11 sessões consecutivas desde o fecho de quarta-feira e renovou os mínimos de 32 anos pela sexta sessão.

"Enquanto o ponto terminal da taxa de juro norte-americana não estiver claro, a força do dólar não diminuirá. 150 foi apenas um ponto de passagem e o foco agora é se irá ultrapassar os 160", disse Takumi Tsunoda, economista sénior do Shinkin Central Bank Research Institute, em Tóquio.

Isto impulsionou as 'yields' e o dólar dos Estados Unidos, particularmente em relação ao iene, uma vez que o Banco do Japão está empenhado em manter as taxas de juro perto de zero.

A 'yield' de referência do Tesouro dos Estados Unidos a 10 anos US10Y subiu para 4,18% esta quinta-feira, o seu nível mais alto desde meados de 2008, enquanto que as 'yields' do Tesouro a dois anos (US2YT=RR) atingiram um máximo de 15 anos nos 4,614%.

Join for free to get the full story
News unlock banner