ReutersReuters

Dólar caminha para nova máxima em 20 anos

O nervosismo nos mercados financeiros impulsionava o dólar para um pico de duas décadas nesta quarta-feira, uma vez que o aumento das taxas de juros globais alimentava preocupações com uma recessão.

Já á libra recuava depois dos últimos alertas sobre os planos de cortes radicais de impostos no Reino Unido.

Às 7:33 (de Brasília), o índice do dólar DXY --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- subia 0,27%, a 114,450. Os ganhos eram impulsionados pelo avanço do rendimento dos Treasuries de 10 anos US10Y para 4% pela primeira vez desde 2010, chegando a 4,013%.

O euro EURUSD caía 0,26%, a 0,9567 dólar, enquanto a libra perdia 0,7% a 1,0678 dólar. O dólar australiano AUDUSD caía 0,26%, a 0,6417 dólar norte-americano.

"A resistência (à força do dólar) é inútil", disseram analistas do ING em nota.

"Quer se trate de dados norte-americanos surpreendendo para cima, de o governo dos EUA não mostrar nenhuma preocupação com o dólar forte ou novos capítulos na guerra da energia na Europa, parece que tudo está indo para um rali do dólar."

O Federal Reserve lidera o combate global contra a inflação, tornando-se ainda mais agressivo recentemente ao sinalizar novos aumentos grandes dos juros.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5047 2984))

Join for free to get the full story
News unlock banner