ReutersReuters

Iene sobe após intervenção do Japão, ações caem

O iene subia nesta quinta-feira, depois que a postura inflexível de aumento da taxa do Federal Reserve no dia anterior agitou as perspectivas de investimento em títulos e ações, forçando o Japão a intervir no mercado de câmbio pela primeira vez desde 1998.

O dólar caía depois de ter subido mais cedo para novas máximas de duas décadas, após o Fed aumentar a taxa de juros na quarta-feira em 75 pontos-base. Sua projeção de mais aumentos à frente consolidou uma visão de mercado de "mais alto por mais tempo".

As ações caíam ainda mais em Wall Street, enquanto na Europa, onde a ameaça da Rússia de usar armas nucleares amplificou as dificuldades econômicas e a volatilidade gerada pela guerra na Ucrânia, os principais índices UK100, DAX, PX1 também recuavam.

Mas a grande notícia do dia foi Tóquio atuando para apoiar o iene USDJPY logo após a abertura do mercado europeu. Embora a mudança parecesse iminente por semanas --o iene caía 20% este ano, quase metade disso nas últimas seis semanas--, ainda causou impacto.

A medida ocorreu poucas horas depois que o Banco do Japão manteve a taxa de juros baixa, combatendo a onda global de aperto monetário pelo Fed e outros bancos centrais que tentam conter a inflação crescente.

Às 12:22 (de Brasília), o índice S&P 500 SPX perdia 0,87%, a 3.756,95 pontos, enquanto o Dow Jones DJI caía 0,59%, a 30.005,33 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite IXIC recuava 1,46%, a 11.056,63 pontos.

O índice pan-europeu STOXX 600 SXXP caía 1,62%, a 400,46 pontos.

No mercado de câmbio, o índice do dólar DXY --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- caía 0,04%, a 111,430.

O euro EURUSD tinha queda de 0,22%, a 0,9815 dólar, que ao mesmo tempo cedia 1,24%, a 142,25 ienes USDJPY.

A libra GBPUSD devolvia 0,12%, a 1,1253 dólar, que por sua vez ganhava 1,67%, a 0,9821 franco suíço USDCHF.

O dólar australiano AUDUSD, muitas vezes tido como uma "proxy" de demanda por risco, operava estável, a 0,6628 dólar norte-americano.

Já entre as commodities, o petróleo Brent subia 0,70 dólar, ou 0,78%, a 90,53 dólares por barril, às 12:22 (de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos (WTI) avançava 0,64 dólar, ou 0,77%, a 83,58 dólares por barril.

O ouro à vista GOLD perdia 0,40%, a 1.667,10 dólares a onça troy.

No universo das criptomoedas, o bitcoin BTCUSD subia 2,07%, a 18.848,00 dólares. O ether ETHUSD avançava 0,99%, a 1.259,90 dólares.

(Reportagem de Herbert Lash, Reportagem adicional de Marc Jones em Londres, Tom Westbrook em Sydney)

((Tradução Redação São Paulo, +55 11 5047-3075))

Join for free to get the full story
News unlock banner