ReutersReuters

EDP aposta em energia solar 'offshore' para crescer no Sudeste Asiático

A maior 'utility' portuguesa EDP EDP vai 'escalar' os seus parques solares flutuantes 'offshore' no Sudeste Asiático e espera obter uma grande fatia dos 16 gigawatts de energia fotovoltaica, que a região deverá instalar em rios e mares até 2030.

O presidente-executivo da EDP, Miguel Stilwell, disse esta sexta-feira, que o primeiro destes parques, com capacidade de 5 megawatts, lançado no ano passado em Singapura pela sua unidade Sunseap – o quarto maior operador solar do Sudeste Asiático – apresentou “resultados positivos e encorajadores”.

“A EDP vê esta nova tecnologia como um bom 'trigger' para a sua expansão no Sudeste Asiático e já está a avaliar e desenvolver outros projectos na região”, disse Stilwell à Reuters na Conferência dos Oceanos da ONU em Lisboa.

Join for free to get the full story
News unlock banner