ReutersReuters

Mercados abrem o mês celebrando sinalização de Powell; PIB é destaque na agenda doméstica

Os mercados operam nesta quinta-feira sob o impacto da indicação clara dada na véspera pelo presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sobre a possibilidade de o banco central dos EUA reduzir a intensidade de seus aumentos na taxa básica de juros já em dezembro.

As bolsas asiáticas fecharam em alta e as ações europeias também subiam, acompanhando movimento visto em Wall Street no pregão de quarta após Powell dizer que "faz sentido moderar o ritmo de nossos aumentos da taxa básica", acrescentando que isso pode acontecer na reunião de política monetária deste mês. Sinais de relaxamento nas restrições relacionadas à Covid na China também contribuíam para o bom humor.

Uma bateria de indicadores globais e domésticos previstos para a sessão trará mais informações sobre o estado da atividade econômica global e doméstica --com destaque, no Brasil, para os números do Produto Interno Bruto do terceiro trimestre.

A expectativa de analistas é que o PIB do país tenha crescido 0,7% sobre o trimestre imediatamente anterior e 3,7% sobre o mesmo período do ano passado, apontando uma desaceleração na margem diante do impacto do aperto monetário promovido pelo Banco Central.

O mercado segue, ainda, na expectativa pelo anúncio dos principais ministros do novo governo pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, em particular o da Fazenda. Fontes afirmaram à Reuters, contudo, que as nomeações não devem ser feitas esta semana.

Veja como estavam os principais mercados financeiros externos por volta das 07:50 desta quinta-feira:

. O e-mini do S&P 500 ES1! caía 0,03%, a 4.080 pontos.

. O índice FTSEurofirst 300 (.FTEU3) tinha alta de 0,59%, a 1.751 pontos.

. Em LONDRES, o índice Financial Times UK100 avançava 0,11%, a 7.581 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX DB1 subia 0,40%, a 14.455 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 PX1 ganhava 0,06%, a 6.742 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib FTSEMIB tinha valorização de 0,47%, a 24.726 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 IBC registrava alta de 0,93%, a 8.440 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 PSI20 valorizava-se 0,93%, a 5.916 pontos.

. O petróleo tipo Brent em Londres BRN1! avançava 0,82%, a 87,68 dólares por barril.

. O petróleo em Nova York CL1! subia 0,86%, a 81,24 dólares por barril.

. O euro EURUSD tinha ganho de 0,21%, a 1,0427 dólar.

. O índice do dólar sobre uma cesta de moedas DXY perdia 0,36%.

Veja como fecharam as bolsas asiáticas nesta quinta-feira:

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei NI225 avançou 0,92%, a 28.226 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG HSI subiu 0,75%, a 18.736 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC 000001 ganhou 0,45%, a 3.165 pontos.

. O índice CSI300 399300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,08%, a 3.894 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI KOSPI teve valorização de 0,30%, a 2.479 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX TAIEX registrou alta de 0,90%, a 15.012 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES STI valorizou-se 0,07%, a 3.292 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 XJO avançou 0,96%, a 7.354 pontos.

Veja como fecharam os principais mercados financeiros na quarta-feira:

CÂMBIO

O dólar teve forte queda pela terceira sessão consecutiva e fechou abaixo de 5,20 reais, acompanhando intenso movimento internacional de busca por risco depois que o banco central norte-americano sinalizou que moderará seu ritmo de altas de juros.

. Dólar/Real (BRBY): -1,68%, a 5,1996 reais na venda;

BOVESPA

O Ibovespa encerrou em alta, terminando novembro com a mesma volatilidade que marcou o mês, diante de incertezas sobre o rumo fiscal do país, bem como a equipe ministerial do novo governo.

. Ibovespa IBOV: +1,42%, a 112.486,01 pontos;

. Volume financeiro: R$ 40 bi.

. Índice dos principais ADRs brasileiros (.BR20): +2,78%, a 17.403,77 pontos.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em (.PG.BVSP)

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em (.PL.BVSP)

BOLSAS DOS EUA

Wall Street fechou em forte alta, depois que o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que o banco central norte-americano pode reduzir o ritmo de seus aumentos de juros já em dezembro.

. Dow Jones DJI: +2,18%, a 34.589,24 pontos;

. Standard & Poor's 500 SPX: +3,09%, a 4.079,97 pontos;

. Nasdaq IXIC: +4,41%, a 11.468,00 pontos.

JUROS

Mês

Ticker

Taxa (% a.a.)

Ajuste anterior (% a.a.)

Variação (p.p.)

JAN/23

(DIJF23)

13,68

13,688

-0,008

JAN/24

(DIJF24)

13,915

13,965

-0,05

JAN/25

(DIJF25)

13,03

13,17

-0,14

JAN/26

(DIJF26)

12,745

12,945

-0,2

JAN/27

(DIJF27)

12,65

12,875

-0,225

DÍVIDA

. Treasuries de 10 anos US10Y: rendimento a 3,701%;

Join for free to get the full story
News unlock banner