ReutersReuters

Ibovespa sobe no dia, mas fecha mês em queda; dólar vai abaixo de R$5,20

Veja como fecharam nesta quarta-feira os mercados no Brasil, Estados Unidos e Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo e commodities agrícolas.

BOVESPA-Powell assegura alta do índice após dia volátil, mas mês fecha em queda

O Ibovespa encerrou em alta, terminando novembro com a mesma volatilidade que marcou o mês, diante de incertezas sobre o rumo fiscal do país, bem como a equipe ministerial do novo governo.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa IBOV subiu 1,42%, a 112.486,01 pontos, acumulando no mês um declínio de 3,06%.

O volume financeiro na bolsa paulista nesta quarta-feira somou 40 bilhões de reais.

CÂMBIO-Dólar vai abaixo de R$5,20 com alívio sobre Fed, mas fecha novembro em alta

O dólar teve forte queda pela terceira sessão consecutiva e fechou abaixo de 5,20 reais, acompanhando intenso movimento internacional de busca por risco depois que o banco central norte-americano sinalizou que moderará seu ritmo de altas de juros.

A moeda norte-americana à vista (BRBY) caiu 1,68% neste pregão, a 5,1996 reais, patamar de encerramento mais baixo desde o último dia 9 (5,1845). No acumulado das últimas três sessões, o dólar despencou 3,85%.

JURO-Veja o fechamento das taxas dos principais contratos de DI

Mês

Ticker

Taxa (% a.a.)

Ajuste anterior (% a.a.)

Variação (p.p.)

JAN/23

(DIJF23)

13,68

13,688

-0,008

JAN/24

(DIJF24)

13,915

13,965

-0,05

JAN/25

(DIJF25)

13,03

13,17

-0,14

JAN/26

(DIJF26)

12,745

12,945

-0,2

JAN/27

(DIJF27)

12,65

12,875

-0,225

BOLSA EUA-Wall St tem forte alta após comentários de Powell

Wall Street fechou em forte alta, depois que o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que o banco central norte-americano pode reduzir o ritmo de seus aumentos de juros já em dezembro.

O S&P 500 subiu 3,09%, para 4.079,97 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq ganhou 4,41%, para 11.468,00 pontos. O Dow Jones avançou 2,18%, para 34.589,24 pontos.

Em novembro, o S&P 500 teve alta de 5,4%, o Dow Jones subiu 5,7% e o Nasdaq avançou 4,4%.

BOLSA EUROPA-STOXX 600 tem melhor mês desde julho com situação na China e torcida por alta menor de juro

O índice STOXX 600 fechou em alta e registrou seu segundo mês consecutivo de ganhos devido à expectativa de alivio das restrições contra Covid-19 na China e depois que dados mais frios da inflação na zona do euro reforçaram a possibilidade de aumentos menores dos juros pelo Banco Central Europeu.

O índice pan-europeu SXXP subiu 0,6% e terminou novembro com um ganho de 6,8%, seu melhor desempenho mensal desde julho.

PETRÓLEO-Preço sobe mais de US$2 com oferta mais restrita

Os preços do petróleo subiram mais de 2 dólares por barril, com sinais de oferta mais restrita, dólar mais fraco e otimismo quanto à recuperação da demanda chinesa.

Os contratos futuros do Brent BRN1! subiram 2,40 dólares, ou 2,8%, para 85,43 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) CL1! avançou 2,35 dólares, ou 3,01%, para 80,55 dólares.

GRÃOS

O contrato de trigo mais ativo na bolsa de Chicago ZW1! subiu 1,8% para fechar a 7,955 dólares por bushel.

A soja ZS1! fechou em alta de 0,7%, para 14,695 dólares por bushel.

O milho ZC1! caiu 0,4% para 6,67 dólares por bushel devido a preocupações com a demanda de exportação e pressionado pela realização de lucros por fundos que mantêm posições compradas.

CAFÉ

O café arábica março KC2! subiu 1 centavo, ou 0,6%, a 1,699 dólar por libra-peso. Anteriormente, atingiu uma nova máxima de duas semanas e meia, mas estava a caminho de queda de 2% em novembro.

O café robusta março RC2! subiu 16 dólares, ou 0,9%, para 1.849 dólares a tonelada.

AÇÚCAR

O contrato março do açúcar março SB1! subiu 0,5%, para 19,63 centavos de dólar por libra-peso.

Açúcar branco de março SF1! subiu 5,50 dólares, ou 1,0%, para 539,20 dólares a tonelada.

Join for free to get the full story
News unlock banner