ReutersReuters

Ações caem e petróleo dos EUA sobe por esperanças de flexibilização de restrições na China

Wall Street perdeu terreno nesta terça-feira, conforme investidores aguardavam orientação sobre a trajetória das altas de juros do Federal Reserve, enquanto os contratos futuros de petróleo dos Estados Unidos subiram por esperanças de que a China irá afrouxar as restrições contra a Covid-19 que alimentam temores sobre a economia global.

O dólar australiano se recuperava nesta terça-feira, com os investidores esperando que a China diminua suas restrições à Covid-19 depois que as autoridades de saúde chinesas discutiram a aceleração das vacinações contra Covid-19 para idosos. O iene se fortalecia em relação ao dólar e o euro recuava.

As negociações dos Treasuries eram instáveis antes de uma série de dados dos Estados Unidos a ser divulgada ao longo da semana e depois que uma pesquisa publicada nesta terça-feira mostrou que a confiança do consumidor norte-americano caiu ainda mais em novembro, em meio a preocupações persistentes sobre o aumento do custo de vida.

O presidente do Federal Reserve Bank de Richmond, Thomas Barkin, desfez especulações de que o banco central norte-americano reverterá o curso da taxa de juros relativamente rápido no próximo ano, em comentários feitos na noite de segunda-feira.

Após mensagens semelhantes de outras autoridades do Fed na segunda-feira, os investidores aguardam cautelosamente uma fala do chair do Fed, Jerome Powell, prevista para a quarta-feira. No início deste mês, Powell frustrou esperanças de flexibilização da política monetária quando falou a repórteres após uma reunião do banco central.

O S&P 500 .SPX caiu 0,16%, para 3.957,60 pontos, enquanto o Nasdaq Composite .IXIC recuou 0,59%, para 10.983,78 pontos. O Dow Jones .DJI teve variação positiva de 0,01%, para 33.852,13 pontos.

O índice pan-europeu STOXX 600 SXXP terminou em queda de 0,13%, a 437,29 pontos.

No mercado de câmbio, às 19:07 (de Brasília), o índice do dólar DXY --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- subia 0,16%, a 106,790.

O euro EURUSD tinha alta de 0,01%, a 1,0328 dólar, que ao mesmo tempo cedia 0,03%, a 138,64 ienes USDJPY.

A libra GBPUSD apreciava 0,01%, a 1,1954 dólar, que por sua vez ganhava 0,05%, a 0,9543 franco suíço USDCHF.

O dólar australiano AUDUSD operava estável, a 0,6686 dólar norte-americano.

Na renda fixa, o rendimento do Treasury de dez anos US10Y --referência global para decisões de investimento-- subia 4,80 pontos-base, a 3,7497%.

A taxa do título de cinco anos (US5YT=RR) avançava 3,30 pontos-base, a 3,9254%.

O yield do Treasury de dois anos (US2YT=RR) --que reflete apostas para os rumos das taxas de juros de curto prazo-- tinha alta de 1,00 ponto-base, a 4,4814%.

O retorno do papel de 30 anos (US30YT=RR) mostrava acréscimo de 5,20 pontos-base, a 3,8014%.

A diferença entre os rendimentos dos Treasuries de dez e dois anos (US2US10=RR) --vista como um indicador de expectativas econômicas-- subia 3,32 pontos-base, a -73,36 pontos-base.

O spread entre as taxas dos títulos de 30 e cinco anos (US5US30=RR) aumentava 2,59 pontos-base, a -12,57 pontos-base.

Já entre as commodities, o petróleo Brent BRN1! fechou em queda de 0,16 dólar, ou 0,2%%, a 83,03 dólares por barril. O petróleo dos Estados Unidos (WTI) CL1! fechou em alta de 0,96 dólar, ou 1,24%, a 78,20 dólares por barril.

O ouro à vista GOLD perdia 0,05%, a 1.748,92 dólares a onça troy.

No universo das criptomoedas, o bitcoin BTCUSD subia 1,57%, a 16.464,00 dólares. O ether ETHUSD avançava 4,49%, a 1.220,00 dólares.

((Tradução Redação Brasília))

Join for free to get the full story
News unlock banner