ReutersReuters

Indonésia diz que Tesla fechou negócio de US$5 bi para comprar derivados de níquel para baterias

A Tesla TSLA assinou contratos no valor de cerca de 5 bilhões de dólares para comprar materiais para suas baterias de empresas de processamento de níquel na Indonésia, disse um ministro sênior à CNBC Indonésia.

A maior economia do Sudeste Asiático vem tentando fazer com que a montadora norte-americana instale uma unidade de produção no país, que possui grandes reservas de níquel. O presidente Joko Widodo se reuniu com o fundador da Tesla, Elon Musk, no início deste ano para angariar investimentos.

"Ainda estamos em constante negociação com a Tesla... mas eles começaram a comprar dois excelentes produtos da Indonésia", disse o ministro coordenador de Assuntos Marítimos e de Investimento, Luhut Pandjaitan, em entrevista transmitida nesta segunda-feira.

Ele disse que a Tesla assinou um contrato de cinco anos com empresas de processamento de níquel que operam em Morowali, na ilha de Sulawesi. Os materiais serão usados ​​nas baterias de lítio da empresa.

A Tesla não respondeu imediatamente a um e-mail da Reuters pedindo comentários.

A Indonésia está interessada em desenvolver indústrias de veículos elétricos e baterias no país e interrompeu as exportações de minério de níquel para garantir o fornecimento aos investidores. A medida atraiu com sucesso investimentos de gigantes siderúrgicos chineses e empresas sul-coreanas como LG e Hyundai.

No entanto, a maior parte do investimento em níquel até agora foi para a produção de metal bruto, como ferro-gusa de níquel e ferroníquel.

O governo planeja impor impostos de exportação sobre esses metais para aumentar a receita e, ao mesmo tempo, incentivar mais produção doméstica de produtos de maior valor, disse uma autoridade sênior à Reuters na semana passada.

(Por Fransiska Nangoy)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447500))

Join for free to get the full story
News unlock banner