ReutersReuters

Rand sul-africano sobe após alta de juros; moedas europeias recuam depois de aperto do BCE

O rand da África do Sul saltava em relação ao dólar nesta quinta-feira, após o banco central do país ter promovido aperto monetário mais intenso do que o esperado, enquanto moedas da Europa Central e Oriental foram atingidas por um euro mais forte na esteira do primeiro aumento de juros do Banco Central Europeu (BCE) em mais de uma década.

O banco central da África do Sul elevou sua taxa básica de juros (ZAREPO=ECI) em 0,75 ponto percentual, para 5,50%, contra previsão de alta de 0,50 ponto. Esse foi o quinto aumento de juro consecutivo do banco, conforme tenta domar a inflação.

O rand USDZAR avançava 0,7%, revertendo perdas de até 0,5% vistas mais cedo.

Enquanto isso, a lira turca USDTRY continuava pairando perto de mínimas desde dezembro, negociada a 17,69 por dólar, depois que seu banco central manteve a política monetária pelo sétimo mês consecutivo, apesar da inflação galopante.

Já o euro chegou a subir até 0,8% depois que o BCE anunciou aumento de 0,50 ponto percentual nos juros, juntando-se a pares globais no aumento dos custos de empréstimos. O florim húngaro EURHUF e a coroa tcheca EURCZK caíam 0,2%.

Enquanto isso, o rublo russo (RUBUTSTN=MCX) caía acentuadamente, cruzando a marca de 58 por dólar antes de um esperado corte de juros pelo banco central do país, na sexta-feira.

Apertos monetários agressivos e temores de uma recessão recentemente levaram investidores a fugir para ativos mais seguros, como o dólar, elevando a pressão sobre os mercados emergentes.

As moedas latino-americanas enfraqueceram acentuadamente até agora neste mês, com o peso colombiano USDCOP acumulando declínio de 6%.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

Join for free to get the full story
News unlock banner