ReutersReuters

Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos podem aliviar volatilidade do mercado de petróleo, diz IEA

A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos podem ajudar a acalmar os voláteis mercados de petróleo se produzirem mais, disse a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) nesta sexta-feira.

Os Emirados Árabes Unidos e a Arábia Saudita são os dois produtores de petróleo com a maior capacidade de produção disponível e podem ajudar a aliviar os estoques globais de petróleo que estão entre os fatores que empurram os preços para 100 dólares o barril, aprofundando a inflação em todo o mundo.

"Esses riscos, que têm amplas implicações econômicas, poderiam ser reduzidos se os produtores do Oriente Médio com capacidade ociosa compensassem aqueles que estão (ficando sem capacidade)", disse a agência com sede em Paris em seu relatório mensal de petróleo.

A IEA disse que a capacidade ociosa efetiva pode cair para 2,5 milhões de barris por dia (bpd) até o fim do ano, sustentada quase inteiramente pela Arábia Saudita e, em menor grau, pelos Emirados Árabes Unidos.

Um resultado bem-sucedido das negociações internacionais com o Irã poderia suspender as sanções dos EUA às exportações do país e aliviar o aperto no fornecimento, acrescentou a IEA, trazendo gradualmente 1,3 milhão de bpd de petróleo iraniano de volta ao mercado.

A oferta e a demanda devem se equilibrar no primeiro trimestre, mas espera-se que haja um superávit apenas no segundo trimestre ou no segundo semestre do ano, acrescentou a IEA.

A necessidade de reabastecer os estoques de petróleo esgotados, que nos países da OCDE caíram 60 milhões de barris em dezembro para mínimas de sete anos, significa que o excesso de oferta imediato é improvável.

(Por Noah Browning)

((Tradução Redação Rio de Janeiro, 5521 2223-7104))

Join for free to get the full story
News unlock banner