ReutersReuters

Mineiras pressionam bolsas europeias com crise energética a aproximar-se

As acções europeias prolongaram um 'selloff' na quarta-feira, com os investidores preocupados com uma crise energética e perspectivas sombrias de crescimento, enquanto os comentários aguerridos sobre a política monetária da Reserva Federal dos Estados Unidos da América abalam ainda mais o sentimento.

O pan-europeu STOXX 600 SXXP desceu 0,2%, às 0716 TMG, para um mínimo de cerca de um mês de desempenho negativo das acções mineiras.

O subíndice de energia (.SXEP) subiu 0,2% e estende os ganhos pelo sétimo dia consecutivo.

Os investidores estão cautelosos antes do simpósio de Jackson Hole após o Presidente da Reserva Federal de Minneapolis, Neel Kashkari, terça-feira, ter reiterado o foco do Fed no controlo da inflação antes de tudo o resto.

O mercado concentrou-se também nas actas do Banco Central Europeu que deverão chegar na quinta-feira.

Entre as acções, a Richemont CFR subiu 1,6%, após a empresa ter dito que dito que a Farfetch FTCH iria adquirir uma participação de 47,5% na empresa retalhista de artigos de luxo YOOX Net-A-Porter, que registava perdas, e que a Alabbar iria ficar com 3,2%.

A Bavarian Nordic BAVA caiu 2% depois da empresa dinamarquesa de biotecnologia dizer que estava a fazer "todos os esforços" para satisfazer a elevada procura da sua vacina contra a varíola dos macacos em todo o mundo, uma vez que manteve as suas perspectivas comerciais para o ano.

Join for free to get the full story
News unlock banner