ReutersReuters

Desastres causaram um total de US$122 bi em perdas sob seguros em 2022, diz Swiss Re

Desastres naturais e provocados pelo homem causaram danos econômicos de 268 bilhões de dólares este ano, dos quais 122 bilhões de dólares foram cobertos por seguros, tornando 2022 um dos anos mais custosos até agora para o setor, estimou a Swiss Re SREN nesta quinta-feira.

Apenas o furacão Ian e outras catástrofes naturais causaram cerca 115 bilhões de dólares em perdas seguradas até agora este ano, bem acima da média da última década de 81 bilhões de dólares, afirmou.

Ian, um furacão de categoria 4 que atingiu a Flórida em setembro, foi o maior evento causador de perdas no ano até o momento, com uma perda segurada estimada entre 50 bilhões a 65 bilhões de dólares. O valor o coloca atrás apenas do furacão Katrina em 2005.

A Swiss Re disse que 2022 foi o segundo ano consecutivo em que as perdas seguradas estimadas ultrapassaram 100 bilhões de dólares, em linha com um aumento médio anual de 5% a 7% na última década.

Perigos secundários, como inundações e tempestades de granizo, causaram mais de 50 bilhões de dólares em perdas seguradas, afirmou a instituição.

A Swiss Re estimou que mais de 11.000 pessoas morreram em desastres naturais e provocados pelo homem até agora este ano, excluindo o número de mortos por ondas de calor severas na Europa.

(Reportagem de Paul Arnold)

((Tradução Redação São Paulo, +55 11 5047-3075))

Join for free to get the full story
News unlock banner