ReutersReuters

Dólar e iuan recuam por protestos na China contra restrições pela Covid

O dólar enfraquecia nesta segunda-feira uma vez que os investidores repercutiam a recente queda nos rendimentos dos títulos do governo dos Estados Unidos, enquanto protestos na China contra o governo levaram o iuan para uma mínima de duas semanas.

Os protestos sugiram por toda a China e se espalharam por várias cidades após o incêndio de um apartamento que matou 10 pessoas na cidade de Urumqi. Centenas de manifestantes e policiais entraram em conflito em Xangai no domingo à noite.

O iuan "onshore" USDCNY terminou a sessão doméstica em queda de cerca de 0,5%, a 7,199 por dólar, menor nível de fechamento desde 10 de novembro.

O iuan "offshore" USDCNH caiu para uma mínima de mais de duas semanas no pregão asiático e tinha queda de 0,1% a 7,201 por dólar.

"Estamos realmente olhando para a resposta do governo ao que está acontecendo ... a resposta do governo é tão imprevisível, e é claro que isso significa apenas afastamento do risco", disse Chris Weston, chefe de pesquisa da Pepperstone.

O dólar australiano AUDUSD, muitas vezes tido como uma "proxy" de demanda por risco, desvalorizava-se 0,59%, a 0,6709 dólar norte-americano.

O índice do dólar DXY --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- caía 0,80%, a 105,490.

O euro EURUSD tinha alta de 0,70%, a 1,0468 dólar, que ao mesmo tempo cedia 1,01%, a 137,70 ienes USDJPY.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5047 2984))

Join for free to get the full story
News unlock banner