ReutersReuters

Protestos China contra COVID pesam sobre acções europeias

As acções europeias caíram de máximos de três meses, esta segunda-feira, lideradas por quedas nas acções das energéticas, dos retalhistas e das mineiras, uma vez que os protestos generalizados na China contra as rigorosas restrições COVID-19 provocaram uma onda de vendas nos mercados globais.

O índice pan-europeu STOXX 600 SXXP baixava 0,5% às 0802 TMG, na sequência de quedas acentuadas das acções asiáticas.

As acções das petrolíferas europeias (.SXEP) caíram 2,0% à medida que os preços do petróleo CL1!, BRN1! baixaram quase 3%, enquanto que os preços em queda dos metais pesaram sobre as mineiras (.SXPP), que caíram 1,1%.

Outros sectores europeus expostos à China, incluindo fabricantes de automóveis (.SXAP) e as empresas de luxo, também caíram nas primeiras negociações.

Join for free to get the full story
News unlock banner