ReutersReuters

Iene enfraquece para além de 150 por dólar pela primeira vez desde 1990

O dólar atingiu o nível simbólico de 150 ienes pela primeira vez desde 1990 nesta quinta-feira, quando a moeda norte-americana era sustentada pelos rendimentos dos Treasuries em máximas de vários anos, mantendo os mercados em alerta para intervenção das autoridades japonesas.

Os movimentos entre outras moedas importantes eram mais moderados, com o euro EURUSD a 0,9786 dólar e lutando para recuperar o terreno perdido durante uma alta do dólar no dia anterior, enquanto a libra ampliava a queda.

O iene USDJPY enfraqueceu brevemente para mais de 150 por dólar no início das negociações europeias pela primeira vez desde agosto de 1990. Depois passou a ser negociado um pouco abaixo desse nível, com pouca alteração no dia.

A moeda japonesa registra perdas há 11 sessões consecutivas, e renovou as mínimas de 32 anos por seis sessões agora.

"Enquanto o ponto terminal da taxa de juros dos EUA permanecer obscuro, a força do dólar não diminuirá. 150 foi apenas um ponto de passagem, e o foco agora está em se a moeda vai ultrapassar 160", disse Takumi Tsunoda, economista sênior do Instituto de Pesquisa do Banco Central Shinkin em Tóquio.

A expectativa é de que o Federal Reserve continue a aumentar os juros, já que a inflação permanece forte nos EUA, com alguns prevendo pico acima de 5%.

Isso elevou os rendimentos dos títulos dos EUA e o dólar, particularmente em relação ao iene, já que o Banco do Japão está empenhado em manter as taxas de juros perto de zero.

O rendimento do Treasury de 10 anos US10Y subiu para 4,18% nesta quinta-feira, nível mais alto desde meados de 2008, enquanto a taxa de dois anos (US2YT=RR) atingiu uma máxima de 15 anos de 4,614%.

Na Europa, o euro subia 0,37% contra a libra EURGBP em meio à turbulência política no Reino Unido, com a saída do ministro do Interior pressionando ainda mais a primeira-ministra Liz Truss.

Às 7:55 (de Brasília), o índice do dólar DXY --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- caía 0,30%, a 112,640.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5047 2984))

Join for free to get the full story
News unlock banner