ReutersReuters

Libra tem pausas da libra após reviravolta fiscal no Reino Unido

A libra dava uma pausa nesta terça-feira, depois de subir quase 2% no dia anterior, após a dramática reviravolta do Reino Unido em seus planos fiscais

O Banco da Inglaterra provavelmente adiará ainda mais o início de suas vendas de bilhões de libras em títulos do governo para ajudar a estabilizar os mercados de títulos após o "miniorçamento" fracassado do Reino Unido, informou o Financial Times.

Na segunda-feira, o novo ministro das Finanças, Jeremy Hunt, eliminou a maior parte do plano econômico da primeira-ministra Liz Truss, e reduziu seu esquema de apoio à energia, em uma reviravolta histórica para tentar conter a perda de confiança dos investidores desde que o ex-ministro das Finanças Kwasi Kwarteng anunciou em 23 de setembro uma série de cortes de impostos sem detalhes de como eles seriam financiados.

Após a alta de quase 2% na segunda-feira, a libra GBPUSD devolvia 0,70%, a 1,1274 dólar.

A melhora do sentimento de risco chegou a elevar o euro EURUSD para 0,9872 dólar, valor mais alto desde 6 de outubro, com uma queda nos preços da energia também sustentando a moeda única. Uma importante referência europeia (TRNLTTFMc1) para o preço do gás caiu para seu nível mais baixo em quatro meses

Enquanto isso, o iene japonês, USDJPY era negociado perto de mínimas em 32 anos em relação ao dólar, a 149 ienes, colocando em foco a importante barreira psicológica de 150 por dólar.

Às 7:37 (de Brasília), o índice do dólar DXY --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- subia 0,18%, a 112,270, depois de atingir mais cedo o nível mais baixo desde 6 de outubro.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5047 2984))

Join for free to get the full story
News unlock banner