ReutersReuters

Entregas de açúcar bruto para contrato outubro atingem 14.652 lotes, diz ICE

A bolsa ICE disse nesta segunda-feira que as entregas de açúcar bruto no vencimento do contrato de outubro (SBV2) totalizaram 14.652 lotes, ou cerca de 745 mil toneladas, confirmando os números de traders divulgados na sexta-feira.

A bolsa informou que todo o açúcar a ser entregue é de origem brasileira. O porto de Paranaguá, no sul do Brasil, é onde a maior parte do açúcar entregue será embarcada em navios, um total de cerca de 560 mil toneladas. O restante será embarcado pelo porto de Santos, o maior do país.

Os traders disseram na sexta-feira que a Louis Dreyfus foi a principal distribuidora com cerca de 435 mil toneladas, enquanto a trader de commodities asiática Wilmar International foi vista como a maior receptora com 567 mil toneladas.

No ano passado, a entrega de outubro foi muito menor, com apenas 4.445 lotes, mas em 2020 houve um recorde histórico de 51.597 lotes.

"Agora, se a entrega é de alta ou de baixa é sempre a questão, mas o que também é importante além do tamanho é o tempo. Os receptores se moverão rapidamente e sobrecarregarão o pipeline, que agora pode ser mais ondulado pela chuva recente?", disse um corretor americano.

"A entrega relativamente pequena implica que os detentores dos milhões de toneladas de matérias-primas do centro-sul do Brasil, que ainda serão embarcadas para fora desta safra, ou acreditam que conseguirão vendê-la a um prêmio superior a 74 pontos até março, ou já comprometeram toda ou a maior parte desse açúcar aos compradores de destino", disse a Marex em nota.

O novo contrato de primeiro vencimento, para março (SBH3), estava caindo cerca de 1% nesta segunda-feira.

(Reportagem de Marcelo Teixeira)

((Tradução Redação São Paulo))

Join for free to get the full story
News unlock banner