ReutersReuters

PSI fecha em queda com tombo BCP, acompanha Europa

O índice accionista PSI PSI20 caiu 1,32% na terça-feira, pressionado pelo tombo do Millennium bcp e pelas descidas da família EDP, da Altri e da Greenvolt, em acompanhando uma Europa que cai pela terceira sessão consecutiva, segundo traders.

O índice pan-europeu STOXX 600 SXXP fechou em queda, com as acções de tecnologia (.SX8P) a caírem 2,3%, em mínimos de seis semanas, enquanto os bancos (.SX7P) caíram 2,3%.

O índice tinha subido até 1% no início do dia, animado por fortes resultados de empresas, incluindo o banco suíço UBS UBSG e o gigante dos transportes marítimos Maersk MAERSK_A.

Isto seguiu-se a um mergulho de 2% na segunda-feira devido a preocupações de um abrandamento económico na China e de rápidas subidas das taxas de juro nos EUA.

"Os investidores estão de novo preocupados com o crescimento económico, voltando ao tema que dominou no final da semana passada", disse Chris Beauchamp, analista chefe de mercado da plataforma de comércio online IG.

Em Wall Street, o Nasdaq IXIC perde 3% e o S&P 500 SPX desvaloriza 1,88%.

BCP AFUNDA

* O português PSI encerrou nos 5.861,72 pontos.

* O Millennium bcp BCP perdeu 5,01% para 0,15 euros, acompanhando a descida dos pares europeus.

O espanhol Santander SAN caiu 6%, com os custos e a pressão de empréstimo no Brasil a pesarem sobre as suas acções, apesar de ter anunciado um aumento dos lucros no primeiro trimestre e reiterado os objectivos financeiros para 2022.

* O índice DJ STOXX para a banca na Europa (.SX7P) perdeu 2,15 pct.

* As acções da EDP-Energias de Portugal EDP perderam 0,93% para 4,45 euros. A EDP Renováveis EDPR desvalorizou 1,04% para 22,76 euros.

* A Greenvolt GVOLT desceu 2,44% para 6,81 euros.

* A REN-Redes Energéticas de Portugal RENE somou 0,7% para 2,89 euros.

* A petrolífera Galp Energia GALP avançou 0,8% para 10,74 euros. O preço dos futuros do petróleo Brent BRN1! soma 2,35% para 104,72 dólares por barril.

* A Jerónimo Martins JMT ganhou 0,69% para 20,44 euros.

* Os títulos do conglomerado Sonae SON contraíram 0,55% para 0,99 euros.

* As acções da telecom NOS subiram 0,1% para 3,99 euros.

* O operador postal CTT CTT perdeu 2,08% para 4,23 euros.

* No sector de pasta e papel, as acções da Altri caíram 2,4% para 6,11 euros e a Navigator caiu 1,41% para 3,77 euros.

* A Semapa SEM, que controla a Navigator e é dona da cimenteira Secil, avançou 0,15% para 13,02 euros.

* A Corticeira Amorim COR avançou 0,41% para 9,80 euros. A construtora Mota Engil EGL desvalorizou 1,7% para 1,27 euros.

OBRIGAÇÕES E EURO

* No mercado secundário de dívida, a 'yield' das obrigações do tesouro de Portugal a 10 anos PT10Y segue a negociar nos 1,88%, contra 1,86% no último fecho.

* Nas maturidades mais curtas, a cinco (PT5YT=RR) e dois anos (PT2YT=RR), as 'yields' que reflectem o prémio de risco soberano de Portugal seguem, respectivamente, nos 1,20% e 0,35%.

* A 'yield' do 'Bund' alemão está nos 0,82%, face a 0,80% e a dos US Treasuries está em 2,74%, de 2,83% no último fecho.

* Segundo dados da Starmine (PTGV1YDP=SM), a probabilidade de 'default' de Portugal nos próximos 12 meses segue nos 2,63%, contra 3,5% em Dezembro de 2016 e em comparação, por exemplo, com a probabilidade de 0,14% da Alemanha (DEGV1YDP=SM).

* No mercado cambial, o euro EURUSD deprecia 0,49% para 1,066 dólares. O índice do dólar DXY, que compara a moeda norte-americana contra um cabaz das seis principais moedas mundiais, avança 0,41% para 102,17 pontos. A libra deprecia 1% para 1,262 dólares.

Join for free to get the full story
News unlock banner