ReutersReuters

Produtores de petróleo dos EUA e Opep não têm pressa para retomar guerra de preços

Os produtores de petróleo não convencional dos EUA e a Opep, que até pouco tempo travavam uma guerra de preços, encontraram-se em lados semelhantes esta semana, conforme que os preços do petróleo subiam bem acima de 100 dólares o barril: sem pressa para aumentar rapidamente a produção.

Menos de uma década atrás, a Opep estava inundando o mercado com petróleo em uma tentativa de expulsar os produtores dos EUA, que desfrutavam do aumento da produção à medida que melhorias no fraturamento hidráulico provocavam o chamado "boom do shale".

Mas na noite de segunda-feira, em uma conferência de petróleo em Houston, os dois lados se reuniram em uma sala privada em um restaurante, e os produtores dos EUA presentearam o secretário-geral da Opep, Mohammad Barkindo, com uma garrafa rotulada "Genuine Barnett Shale" --do campo petrolífero que lançou a revolução da produção não convencional.

Barkindo exibiu orgulhosamente a lembrança ao deixar a reunião, que incluiu executivos da Hess Corp, EQT Corp e Chesapeake Energy. A Opep começou a organizar os jantares anuais em 2017 para entender melhor seus rivais.

Embora os preços altos devam aumentar os lucros dos produtores da Opep e dos EUA, os perfuradores temem que o petróleo caro também possa diminuir a demanda, especialmente com os governos pressionando planos para aumentar a energia alternativa. Ambos os lados também se preocupam com o fato de que grandes novos investimentos em perfuração produzirão petróleo somente depois que a crise passar.

“O que não queremos fazer como empresa, e acho que ninguém na indústria quer fazer, é tentar perseguir os preços no curto prazo e fazer com que essa corrida seja ineficaz”, disse o CEO da Chesapeake, Domenic Dell'Osso, em uma entrevista.

Se o "shale" aumentar a produção apenas para que os preços caiam, "destruímos muito valor para os acionistas e não ajudamos o problema", acrescentou.

((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751))

Join for free to get the full story
News unlock banner