ReutersReuters

BuzzFeed cortará 12% de sua força de trabalho

O BuzzFeed BZFD disse nesta terça-feira que cortará cerca de 12% de sua força de trabalho para conter custos, engrossando a fila de empresas de mídia online que adotaram medidas para se antecipar a uma possível crise econômica.

No fim de 2021, a companhia tinha 1.522 funcionários em seis países, de acordo com um documento regulatório.

"Nossas receitas estão sendo impactadas por uma combinação de piora das condições macroeconômicas e a mudança contínua de audiência para vídeo vertical, que ainda está se desenvolvendo do ponto de vista da monetização", disse o presidente-executivo Jonah Peretti em carta a funcionários.

"Isso exige que reduzamos nossos custos. Infelizmente, reduzir nossa força de trabalho é uma parte essencial do corte de custos. Os salários dos funcionários são o maior custo individual da empresa."

Peretti disse esperar que a crise se estenda até 2023.

Várias empresas de tecnologia, incluindo Meta META, Twitter e Snap SNAP, cortaram empregos e reduziram as contratações nos últimos meses, à medida que as taxas de juros mais altas, o aumento da inflação e uma crise de energia na Europa começam a afetar os mercados globais.

(Por Eva Mathews)

((Tradução Redação São Paulo))

Join for free to get the full story
News unlock banner