ReutersReuters

Ibovespa tem leve recuo e dólar forte queda após salto recente

Veja como fecharam nesta segunda-feira os mercados no Brasil, Estados Unidos e Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo e commodities agrícolas.

BOVESPA-Índice tem declínio modesto com exterior e fiscal ofuscando Petrobras e Vale

O Ibovespa fechou com uma queda modesta, com varejistas entre as maiores quedas na esteira de dados fracos da Black Friday, enquanto preocupações fiscais e o exterior desfavorável prevaleceram sobre a alta de Petrobras e Vale.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa IBOV caiu 0,18%, a 108.782,15 pontos, tendo oscilado da mínima de 108.377,75 pontos à máxima de 109.476,06 pontos.

O volume financeiro somou 18,7 bilhões de reais, novamente bem abaixo da média do mês, com o Brasil voltando a campo na Copa do Mundo no começo da tarde e afetando a liquidez na bolsa paulista, mesmo com o mercados norte-americano aberto.

CÂMBIO-Dólar tem forte queda com ajuste após salto recente, apesar de indefinição sobre gastos e Fazenda

O dólar caiu acentuadamente frente ao real, com investidores citando movimento de correção após salto recente, apesar da permanência de indefinições sobre os gastos extra-teto pretendidos pelo governo eleito e sobre quem será o próximo ministro da Fazenda do Brasil.

A moeda norte-americana à vista (BRBY) perdeu 0,80%, a 5,3645 reais na venda.

JURO-Veja o fechamento das taxas dos principais contratos de DI

Mês

Ticker

Taxa (% a.a.)

Ajuste anterior (% a.a.)

Variação (p.p.)

JAN/23

(DIJF23)

13,7

13,702

-0,002

JAN/24

(DIJF24)

14,29

14,48

-0,19

JAN/25

(DIJF25)

13,695

13,9

-0,205

JAN/26

(DIJF26)

13,505

13,69

-0,185

JAN/27

(DIJF27)

13,4

13,605

-0,205

BOLSA EUA-Wall Street fecha em forte queda sob o impacto de preocupações com Apple e China

As ações dos Estados Unidos fecharam em forte queda depois que protestos nas principais cidades chinesas contra as políticas rígidas de controle da Covid-19 despertaram preocupações sobre o crescimento econômico, enquanto a Apple Inc AAPL caiu por preocupações com a produção do iPhone.

O S&P 500 SPX caiu 1,54% para encerrar a sessão em 3.963,95 pontos. O Nasdaq IXIC caiu 1,58%, a 11.049,50 pontos, enquanto o Dow Jones DJI recuou 1,45%, para 33.849,46 pontos.

BOLSA EUROPA-Protestos da Covid na China pressionam ações; Airbus tomba

O mercado de ações europeu caiu, em linha com perdas globais devido a preocupações com o crescimento econômico diante de raros protestos na China contra restrições rigorosas da Covid-19, enquanto os papéis da Airbus tombaram após notícias de que a fabricante de aviões pode atrasar algumas entregas de jatos em 2023.

O índice pan-europeu STOXX 600 SXXP fechou em queda de 0,65%, a 437,85 pontos, saindo de um pico em mais de três meses atingido na semana passada.

PETRÓLEO-Preço nos EUA fica positivo; Brent reduz perdas com rumores de corte da Opep+

As referências globais de petróleo retornaram de seus níveis mais baixos em quase um ano, com o reforço de rumores de um corte de produção da Opep+ que compensou as preocupações com restrições rígidas da Covid-19 na China, o maior importador de petróleo do mundo.

Os preços estiveram voláteis. O petróleo dos EUA (WTI) CL1! fechou em alta de 0,96 dólar, ou 1,3%, a 77,24 dólares, depois de atingir o nível mais baixo desde dezembro de 2021, a 73,60 dólares.

O Brent BRN1! também ficou brevemente positivo, mas caiu 0,44 dólar, ou 0,5%, a 83,19 dólares o barril, tendo caído mais de 3%, para 80,61 dólares no início da sessão, seu nível mais baixo desde 4 de janeiro de 2022.

GRÃOS

O trigo mais ativo da Bolsa de Chicago caiu 2%, para 7,8075 dólares o bushel, depois de atingir anteriormente 7,7325 dólares, a menor cotação desde 22 de agosto.

A soja subiu 1,5% para 14,5725 dólares o bushel, apoiada pelo relatório do Departamento de Agricultura dos EUA de uma venda de exportação de 110.000 toneladas para destinos desconhecidos.

CAFÉ

O café arábica de março KC2! caiu 2,2 centavos, ou 1,3%, a 1,6285 dólar por libra.

O café robusta de janeiro RC1! caiu 2 dólares, ou 0,1%, para 1.855 dólares a tonelada.

AÇÚCAR

O açúcar bruto de março SB1! fechou em alta de 0,05 centavo, ou 0,3%, a 19,38 centavos de dólar por libra-peso, tendo atingido anteriormente a mínima de 19,05 centavos. O contrato perdeu 3,6% na semana passada.

O açúcar branco de março SF1! caiu 1,10 dólar, ou 0,2%, para 528,60 dólares a tonelada.

Join for free to get the full story
News unlock banner