ReutersReuters

Índice Nasdaq cai enquanto dólar e rendimentos de títulos avançam

O índice de tecnologia Nasdaq caía nesta sexta-feira pressionado pela Apple AAPL, enquanto o dólar e os rendimentos dos Treasuries subiam conforme investidores evitavam apostas mais arriscadas.

O clima era tenso uma vez que a temporada de compra de presentes começou em um dia de negociação reduzida para os mercados dos Estados Unidos após o feriado de Ação de Graças, com investidores atentos a sinais de fraqueza nos gastos do consumidor com a inflação ainda elevada.

Alimentando temores sobre o salto dos preços, as ações da Apple eram pressionadas por preocupações com a Foxconn 2317. A expectativa era de que a principal instalação da fabricante de iPhones na China mostre uma desaceleração nas remessas de novembro, já que milhares de funcionários deixaram a empresa, informou a Reuters, citando uma fonte não identificada com conhecimento direto do assunto.

O dólar subia de forma generalizada, no que parecia ser uma sessão tranquila, mas permanece perto de mínimas em vários meses já que a perspectiva de que o Federal Reserve modere o ritmo de sua política de aperto monetário pesou sobre a moeda dos EUA.

Os rendimentos dos Treasuries subiam nesta sexta-feira e compensavam algumas das quedas de quarta, quando a ata da reunião de novembro do Fed foi divulgada.

Às 13:58 (de Brasília), o índice S&P 500 SPX ganhava 0,02%, a 4.028,19 pontos, enquanto o Dow Jones DJI subia 0,52%, a 34.373,12 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite IXIC recuava 0,46%, a 11.233,02 pontos.

O índice pan-europeu STOXX 600 SXXP subiu 0,01%, a 440,88 pontos.

O índice global de ações da MSCI IACWI recuava 0,10%.

No mercado de câmbio, o índice do dólar DXY --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- subia 0,13%, a 106,010.

O euro EURUSD tinha queda de 0,09%, a 1,0399 dólar, que ao mesmo tempo avançava 0,40%, a 139,17 ienes USDJPY.

A libra GBPUSD devolvia 0,09%, a 1,2099 dólar, que por sua vez ganhava 0,28%, a 0,9457 franco suíço USDCHF.

O dólar australiano AUDUSD, muitas vezes tido como uma "proxy" de demanda por risco, desvalorizava-se 0,21%, a 0,6749 dólar norte-americano.

Na renda fixa, o rendimento do Treasury de dez anos US10Y --referência global para decisões de investimento-- subia 1,10 ponto-base, a 3,7202%.

A taxa do título de cinco anos (US5YT=RR) operava estável, a 3,8976%.

O yield do Treasury de dois anos (US2YT=RR) --que reflete apostas para os rumos das taxas de juros de curto prazo-- tinha alta de 0,30 ponto-base, a 4,4856%.

O retorno do papel de 30 anos (US30YT=RR) mostrava acréscimo de 3,00 pontos-base, a 3,7716%.

A diferença entre os rendimentos dos Treasuries de dez e dois anos (US2US10=RR) --vista como um indicador de expectativas econômicas-- subia 1,69 ponto-base, a -76,91 pontos-base.

O spread entre as taxas dos títulos de 30 e cinco anos (US5US30=RR) aumentava 2,55 pontos-base, a -12,86 pontos-base.

Já entre as commodities, o petróleo Brent BRN1! recuava 0,36 dólar, ou 0,42%, a 84,98 dólares por barril, às 13:58 (de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos (WTI) CL1! caía 0,20 dólar, ou 0,26%, a 77,74 dólares por barril.

O ouro à vista GOLD perdia 0,20%, a 1.751,37 dólares a onça troy.

No universo das criptomoedas, o bitcoin BTCUSD tinha queda de 0,75%, a 16.467,00 dólares. O ether ETHUSD recuava 1,42%, a 1.186,10 dólares.

((Tradução Redação Brasília))

Join for free to get the full story
News unlock banner