ReutersReuters

Arábia Saudita e China concordam em fortalecer cooperação energética, diz agência

O ministro da Energia da Arábia Saudita, príncipe Abdulaziz bin Salman, e o diretor da Administração Nacional de Energia da China, Zhang Jianhua, disseram nesta sexta-feira que fortaleceriam seus laços no setor de energia, informou a agência de notícias estatal saudita SPA.

As autoridades falaram em uma teleconferência e enfatizaram a importância de suprimentos estáveis ​​de longo prazo para os mercados de petróleo bruto, disse a SPA.

O ministro saudita reafirmou nesta sexta-feira, a partir de Nova Délhi, que a Opep+ está fazendo o trabalho certo para garantir mercados de petróleo estáveis ​​e sustentáveis.

Os Estados Unidos e a Arábia Saudita estão em desacordo desde a decisão do grupo de produtores de petróleo da Opep+, do qual a Arábia Saudita é o líder de fato, de cortar a produção.

A China, o maior importador de petróleo do mundo, adotou restrições rígidas da Covid este ano, o que pesou muito nos negócios e na atividade econômica, reduzindo a demanda por combustível.

Mas relatos de que Pequim está considerando reduzir o período de quarentena para visitantes para sete dias aumentaram os preços na quinta-feira, apesar de não haver confirmação oficial da medida.

O príncipe Abdulaziz e seu colega chinês concordaram em continuar os esforços de cooperação para manter a estabilidade nos mercados de petróleo, disse a SPA, acrescentando que o Reino continua sendo o parceiro e fornecedor mais confiável de petróleo bruto da China.

(Por Yomna Ehab e Maha El Dahan)

((Tradução Redação Rio de Janeiro)) REUTERS MN RS

Join for free to get the full story
News unlock banner