ReutersReuters

Exportações de arroz da Índia podem cair 25% após imposição de tarifa, diz indústria

As exportações de arroz da Índia podem cair cerca de um quarto este ano, já que as restrições de Nova Délhi forçam os compradores a mudar para fornecedores rivais que estão oferecendo o grão a um preço mais baixo, disseram autoridades do comércio e da indústria.

"O imposto tornou o arroz indiano caro. As exportações cairão em pelo menos 5 milhões de toneladas", disse B.V. Krishna Rao, presidente da Associação de Exportadores de Arroz (TREA), à Reuters.

A tarifa de 20% sobre as exportações de vários tipos de arroz pode deixar as exportações este ano em cerca de 16,2 milhões de toneladas.

Os embarques de arroz atingiram um recorde de 21,2 milhões de toneladas no ano fiscal de 2021/22, mais do que os embarques combinados dos outros quatro maiores exportadores mundiais do grão: Tailândia, Vietnã, Paquistão e Estados Unidos.

As exportações de arroz subiram para 9,36 milhões de toneladas nos primeiros cinco meses do atual ano fiscal que começou em 1º de abril, ante 8,36 milhões de toneladas no mesmo período do ano passado, segundo dados do governo.

"Muito arroz já foi embarcado até agora no atual ano fiscal, mas esperamos que os embarques caiam acentuadamente nos próximos meses devido às recentes decisões políticas", disse Dev Garg, diretor da ViExport, uma empresa em Nova Délhi.

"A Índia era o fornecedor mais barato de arroz branco. Com o imposto, o arroz indiano ficaria caro ou igual aos outros fornecedores", disse Himanshu Agarwal, diretor executivo da Satyam Balajee, maior exportador de arroz da Índia.

(Por Rajendra Jadhav e Mayank Bhardwaj)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447500)) REUTERS BC RS

Join for free to get the full story
News unlock banner