ReutersReuters

Índia restringiu exportação de arroz após alta nos embarques elevar preços, diz governo

A Índia restringiu as exportações de arroz depois que os embarques aumentaram acentuadamente nos últimos meses e em meio a preocupações com a nova safra por causa de chuvas abaixo da média em quatro principais Estados produtores, disse um alto funcionário do governo nesta sexta-feira.

O país proibiu as remessas de arroz quebrado e impôs uma taxa de 20% sobre as exportações de vários tipos de arroz na quinta-feira, enquanto o maior exportador mundial do grão tenta aumentar a oferta e acalmar os preços locais depois que as chuvas de monção abaixo da média reduziram o plantio.

Os preços do arroz quebrado aumentaram 38% até agora em 2022, com as exportações entre abril e agosto subindo para 2,13 milhões de toneladas, de 1,58 milhão de toneladas um ano atrás, disse Sudhanshu Pandey, do Ministério de Assuntos do Consumidor, Alimentação e Distribuição Pública a repórteres.

"Houve um aumento exponencial nas exportações de arroz quebrado nos últimos quatro anos", disse Pandey.

O arroz quebrado não estava disponível para alimentação de aves ou para a produção de etanol, pois a participação do arroz quebrado nas exportações totais saltou para 23% em 2022, de apenas 1,3% em 2019, disse ele.

Uma alta nos preços do milho levou os fabricantes de rações, especialmente na China, a substituir o milho por arroz quebrado nos últimos meses. Alguns países africanos importam arroz quebrado da Índia para consumo humano.

As chuvas abaixo da média nos principais estados produtores de arroz, como Bengala Ocidental, Bihar e Uttar Pradesh, levantaram preocupações sobre a produção de arroz da Índia.

A produção de arroz do país pode cair em até 12 milhões de toneladas no pior cenário, disse Pandey, acrescentando que "os rendimentos podem ser menores em algumas áreas devido a chuvas mais baixas, mas em termos de disponibilidade geral e suprimentos, não temos nenhum problema em tudo."

As exportações de arroz da Índia nos primeiros oito meses de 2022 aumentaram para 15,25 milhões de toneladas, ante 14,5 milhões de toneladas um ano atrás.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447500)) REUTERS BC RS

Join for free to get the full story
News unlock banner