ReutersReuters

Peso colombiano dispara 3% após mínimas recordes; moeda do Chile avança antes de decisão de juros

As moedas latino-americanas se recuperaram nesta quarta-feira, após quedas de mais cedo, conforme um rali do dólar perdeu força, com o peso colombiano em destaque absoluto de alta na região.

O peso chileno subiu antes da decisão de política monetária pelo banco central local, que deverá aumentar a taxa básica de juros para 9,5% nesta quarta-feira, de 9% atualmente, preveem analistas.

O peso chileno USDCLP, bastante correlacionado com os preços das commodities, apreciou 1%, depois de chegar a cair para uma mínima recorde de 1.030,30 por dólar, parcialmente pressionado pela queda dos preços do cobre por causa de temores de recessão global.

O peso colombiano, moeda de um dos principais exportadores de petróleo da região, USDCOP saltou cerca de 3% e encerrou uma sequência de seis dias de perdas.

O real (BRBY) ganhou 0,7% no dia, e o peso mexicano USDMXN valorizou-se 0,6%.

((Tradução Redação Brasília, 55 11 56447757))

Join for free to get the full story
News unlock banner