ReutersReuters

Bolsas da América Latina fecham pior trimestre desde março de 2020

As ações da América Latina caíram nesta quinta-feira, com várias bolsas marcando o pior trimestre desde o primeiro trimestre de 2020, marcado pelo choque da pandemia, enquanto um aumento expressivo da taxa de juros pelo banco central da Colômbia derrubou as ações locais.

Preocupações com as consequências do conflito em andamento entre a Rússia e a Ucrânia e movimentos agressivos de bancos centrais provocados pela inflação têm mantido os investidores nervosos este ano.

O índice da MSCI de ações de mercados emergentes EFS recua cerca de 19% desde o início do ano, seu pior primeiro semestre já registrado. A queda de 4% de sua contraparte cambial é a pior desde os primeiros seis meses de 2020, quando a pandemia assolou os mercados. (.MIEM00000CUS)

Mas à luz das incertezas econômicas, os ativos de mercados emergentes oferecem às carteiras uma forma barata de diversificação em comparação com ativos de mercados desenvolvidos, disse Alejo Czerwonko, diretor de investimentos de mercados emergentes nas Américas da UBS Global Wealth Management.

Para o trimestre, o índice do Chile SP_IPSA estava a caminho de terminar com alta de cerca de 0,8%, superando não apenas pares regionais, mas os mercados emergentes mais amplos EFS, cujas perdas trimestrais só não foram piores que os declínios de março de 2020.

O índice de referência colombiano (.COLCAP) perdeu 0,7% nesta quinta-feira, depois que o banco central local subiu as taxas de juros em 1,50 ponto percentual, para 7,50%, como esperado, conforme a batalha contra a inflação continua.

No que pode reforçar ainda mais a moeda colombiana USDCOP quando o mercado reagir à decisão na sexta-feira, o banco central também elevou sua perspectiva de crescimento econômico de 5,0% para 6,3% em 2022.

O real (BRBY), USDBRL caiu e acumula queda de cerca de 10% no trimestre. Isso se compara a baixa de apenas 1,4% do peso mexicano USDMXN, importante par da moeda brasileira, no mesmo período.

((Tradução Redação Brasília))

Join for free to get the full story
News unlock banner