ReutersReuters

Ações fecham em máxima recorde após balanços sólidos

As ações europeias fecharam em máxima recorde nesta quarta-feira, após um forte lote de balanços trimestrais, enquanto papéis de grandes mineradoras se recuperaram de perdas recentes devido à alta dos preços das commodities.

O índice pan-europeu STOXX 600 SXXP subiu 0,4%, para um pico recorde de encerramento de 481,22 pontos, com o setor de recursos básicos (.SXPP) liderando os ganhos. O setor saltou 0,9%, recuperando-se de uma mínima em quase um mês.

Na frente dos balanços, a empresa de software alemã TeamViewer TMV disparou 11,0% depois de confirmar seus resultados preliminares do terceiro trimestre e sua perspectiva anual.

Já a Lufthansa LHA saltou 7,0% depois que a companhia aérea voltou a lucrar pela primeira vez desde a crise do coronavírus, impulsionada pela flexibilização das restrições de viagens.

Ainda assim, a expectativa em torno do anúncio do Federal Reserve sobre redução de estímulos manteve a maioria dos ganhos das ações sob controle.

O STOXX 600 começou novembro com máximas recordes consecutivas, conforme investidores deixam de lado preocupações sobre a aceleração da inflação causada por gargalos na cadeia de abastecimento e escassez de mão de obra, enquanto a temporada de resultados se mostrou muito mais forte do que o esperado.

Em LONDRES, o índice Financial Times UK100 recuou 0,36%, a 7.248,89 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX DAX subiu 0,03%, a 15.959,98 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 PX1 ganhou 0,34%, a 6.950,65 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib FTSEMIB teve valorização de 0,69%, a 27.377,87 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 IBC registrou baixa de 0,82%, a 9.030,80 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 (.PSI20) desvalorizou-se 1,62%, a 5.692,45 pontos.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

Join for free to get the full story
News unlock banner