ReutersReuters

Premiê toma 3ª dose da vacina contra Covid e Israel amplia campanha de reforço

O primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, tomou uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNtech PFE, BNTX nesta sexta-feira, depois que Israel ampliou sua campanha de reforço da vacinação às pessoas com mais de 40 anos para tentar conter a variante Delta do coronavírus.

Novos casos vêm surgindo em Israel desde a chegada da variante Delta e Bennett, de 49 anos, tem procurado evitar um lockdown nacional economicamente doloroso por meio da aplicação de terceiras doses.

Pessoas com mais de 60 anos começaram a receber a dose de reforço em julho, antes que a idade mínima elegível fosse reduzida para 50. Autoridades do Ministério da Saúde israelense justificaram o declínio da imunidade e a alta infecciosidade da Delta para a adoção da medida.

O Ministério da Saúde disse nesta sexta-feira que as doses de reforço serão distribuidas a pessoas com mais de 40 anos, cuja segunda dose ocorreu há pelo menos cinco meses, e recomendou que professores, profissionais de saúde, cuidadores de idosos e mulheres grávidas de todas as idades se vacinem.

"Se você for vacinado com uma terceira dose, seremos capazes de evitar um quarto lockdown", disse Bennett antes de ser vacinado durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

(Por Maayan Lubell)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5047 2838))

Join for free to get the full story
News unlock banner