ReutersReuters

Príncipe herdeiro saudita diz que centralizará mais a formulação de políticas

Governante de fato da Arábia Saudita, o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman disse que centralizará ainda mais a formulação de políticas para garantir o sucesso de sua iniciativa de diversificação da economia.

Em uma entrevista transmitida pela televisão estatal saudita na noite de terça-feira, ele disse que o reino criou um Escritório de Orçamento para assumir a atribuição do orçamento estatal do Ministério das Finanças, e que até o final do ano lançará um novo Escritório de Políticas.

"Hoje, as políticas estão sendo traduzidas por comitês, mas no futuro (este) escritório exclusivo... emitirá ordens a ministérios para que implantem a estratégia preparada com papeis e objetivos claros", disse.

As medidas dão sequência a uma transferência de decisões políticas de organismos tradicionais, como o Ministério das Finanças e o Banco Central, começando com a formação de um Conselho de Assuntos Econômicos e de Desenvolvimento comandado pelo príncipe desde que seu pai, o rei Salman, assumiu o trono em 2015.

Mohammed, que se tornou príncipe herdeiro em 2017 graças a um golpe palaciano que depôs seu antecessor, consolida seu controle sobre as principais alavancas do poder do maior exportador mundial de petróleo.

Ele também atua como ministro da Defesa, chefe do conselho supremo da petrolífera estatal Saudi Aramco e presidente do fundo de riqueza soberana, o Fundo de Investimento Público, o principal motor para o cumprimento de sua pauta de diversificação.

O príncipe herdeiro disse que, antes de o rei Salman assumir o poder, a "situação do Estado era fraca", que os ministérios careciam de estratégia e não havia políticas públicas.

(Por Ghaida Ghantous e Davide Barbuscia)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759))

Join for free to get the full story
News unlock banner