Após ter rompido o anterior ATH, o índice brasileiro voltou para baixo do antigo topo histórico e agora parece ter encontrado nele uma resistência. Ainda acredito que estamos diante de pullback ao nível do rompimento, estando o próximo alvo próximo dos 133 mil pontos. Enquanto o gráfico não perder o suporte dos 114.700 pontos, ainda dá para se ter esta leitura altista, penso eu. Uma vez que se perca o suporte que mencionei, daí poderemos dizer que acionamos um pivô de baixa. Por consequência, poderíamos projetar os alvos para baixo. Fiquemos de olho.
Aviso legal

As informações e publicações não devem ser e não constituem conselhos ou recomendações financeiras, de investimento, de negociação ou de qualquer outro tipo, fornecidas ou endossadas pela TradingView. Leia mais em Termos de uso.