odaltonvieira

IBOV - Testando patamar importante para a tendência do semanal

Viés de baixa
BMFBOVESPA:IBOV   Índice IBovespa
162 vizualizações
7
IBOV terminou o último pregão fechando abaixo dos 58.322 pontos - suporte proporcionado por fundo anterior no gráfio diário. Este fato aumentou a chance de testar os próximos níveis mais relevantes: 57.600 e 56.700.

A projeção de 100% do movimento de baixa gerado pelo "Trump" (08 a 14/11) a partir dos 62.934, ponto máximo da correção, aponta para o fundo mais relevante do gráfico semanal e também visível pelo gráfico diário, região de 56.700 a 56.450. A perda deste patamar confirmará tendência de baixa pelo gráfico semanal.

Levando em consideração os ciclos temporais, comparando o tempo de subida destacado pelo retângulo (azul claro) e o de queda atual (vermelho claro), podemos dizer que o IBOV fica mais "maduro" para uma reversão ou correção maior após aproximadamente mais 4 a 5 pregões.

O primeiro sinal de enfraquecimento do atual movimento de baixa ocorrerá em um fechamento acima dos 59.300. Neste momento para o índice reverter sua tendência de baixa de curto prazo (gráfico diário) será necessário quebrar a sequência de topos descendentes, ou seja, atualmente superar os 61.935.
Comentário: IBOV gerou ontem (15) uma sinalização de possível fundo após testar a zona de suporte importante por volta de 57.600 pontos. A superação de 58.635, máxima de ontem, gera o primeiro para iniciar um movimento de correção contra a tendência, após um movimento de baixa de 6 candles.

Ao meu ver o desafio mais próximo e relevante para o repique do índice está por volta dos 59.200 pontos.
Comentário: Seguindo a questão do ciclo temporal comentada na análise inicial, IBOV está a aproximadamente 2 pregões de "bater" seu atual ciclo de baixa de curto prazo com o ciclo de alta. A perda da mínima da semana passada aumentou a chance de testar a região de 56.700 a 56.450.

Somando a questão temporal, a região de suporte supracitada e o movimento de baixa no gráfico diário, que já está no seu 8º candle e pode chegar no 10º/11º candle, teríamos fatores interessantes para um possível recuperação do índice (correção maior da tendência de baixa).