BMFBOVESPA:IBOV   Índice IBovespa
IBOVESPA ARREGÃO
Não resta dúvida de que o IBOV foi decepcionante em 2021.

Lembro que no primeiro trimestre um investidor falava no twitter "será que tem alguém lucrando menos de 20% em 2021", falei para ele guardar aquele argumento para ser usado apenas no final de 2021, pois aquela fala era típica de quem não conhecia nada do mercado. Provavelmente ganhei um inimigo rss
Ao conversar com investidores notei um forte descontentamento com quem faz gestão de fundos de renda variável.
Por conta disso, essa alta da SELIC vai jogar a maior parte dos investidores para operações de menor risco.
O movimento de constantes quedas da B3SA3 é prova de que estão precificando um desinvestimento forte em renda variável na B3 para 2022 e duvido muitos que esses investidores voltem. Quem entrou nos últimos 4 anos não tem noção de como a B3 pode ser uma máquina de se perder dinheiro, 2021 foi apenas o começo.

A nível global 2021 termina como um ano com poucos riscos, e o resultado negativo de 2021 diante do enigmático 2022 eleitora é bem preocupante.

Não tem como deixar de criticar o que está acontecendo e o que aconteceu em 2021, enquanto muitos perdiam seu tempo para criticar grafistas ou traders, deveriam sim olhar para seus próprios umbigos. Descobri que a estratégia de HEDGE só existe nos livros porque é raro encontrar um fundo que fez uma gestão decente de risco das suas carteiras. Depois que descobri que no início da pandemia de 2020 tinha fundo vendido em dólar e alavancado em B3, o futuro realmente me parece muito sombrio...

Em 2021 é bem provável que os investidores pessoa física que investiram em criptomoedas estejam sapateado de alegria.
Cuidado com os livros de duas décadas, o mercado mudou! não se apeguem relíquias deixem elas nos museus.
Os próximos anos serão reveladores, certamente teremos na lista da Forbes pessoas completamente desconhecidas, desde que elas resolvam revelar seus bilhões obtidos nos últimos anos.

A teoria de Darwin está em aplicação no mercado financeiro.

ESTUDO GRÁFICO

Apesar de todos os traumas de 2021 o investidor brasileiro deve estar atento para duas coisas:
1. Morgan Stanley deu como alvo 120.000 pontos no IBOV , ou seja, qualquer coisa acima disso é por sua conta e risco. Se por algum motivo o IBOV explodir e atingir esse valor no primeiro trimestre, lembre-se do target final de 2022.

2. Acredito que em algum momento teremos uma alta louca até porque no gráfico do IBOV temos uma figura muito bem feita de OCOI (ombro cabeça ombo invertido) que antecipei no meu estudo há duas semanas por aqui em referência ao INDFUT ( Ibovespa Futuro) o estudo está salvo basta ver que o movimento atual é exatamente o que tinha desenhado há vários dias. Além disso os Bancos estão em uma longa acumulação e eles possuem um peso enorme no IBOV .
Esse desenho de OCOI é compatível com uma entrada na região dos 118.000 pontos.

NÃO ESQUEÇA DISSO
Estamos tendo muitos exemplos de crises financeiras na América do Sul, começou por Venezuela, foi para Argentina e agora a próxima rota é o Chile.
2022 é ano de eleição no Brasil e espero que Deus seja realmente brasileiro.

Para finalizar, tenham a ideia de que ainda em janeiro teremos reunião do FOMC (FED) pelo padrão dos últimos anos isso tem ocorrido no final de janeiro. Estejam preparados para o pior de todos os medos, alta de juros real na economia dos EUA .
2022 não será para amadores! Aproveitem o OCOI do IBOV e não abusem do movimento de alta sem ter uma estratégia de proteção de lucro.

MELHOR DICA PARA 2022
No Tradingview encontramos ótimos estudos melhores que muitas casas de relatórios por ai, valorizem o que é realmente bom e não o que parece ser bom!
Sucesso para todos e cuidado a quem dão ouvidos por ai!

PS. El Salvador está indo bem, "obrigado".

Ductor Marcus +20 no Mercado Financeiro
MBA em Finanças com Ênfase em Mercado de Capitais, Advogado e Teólogo,
OBS. Todas as publicações NÃO são recomendações de compra ou venda de ativos, são meros estudos.
Aviso legal

As informações e publicações não devem ser e não constituem conselhos ou recomendações financeiras, de investimento, de negociação ou de qualquer outro tipo, fornecidas ou endossadas pela TradingView. Leia mais em Termos de uso.