ethostrader

HETA4 - estudo, histórias, divagações e arte ; )

Viés de alta
BMFBOVESPA:HETA4   HERCULES PN
Hércules é uma fábrica nacional de utensílios para cozinha. Além disso opera também com importação e exportação destes mesmos itens.

Hércules também me trás uma memória afetiva lá dos idos dos anos 2000, ou até antes, quando comecei a operar: Hercules ( HETA3) e Mundial ( MNDL3), hoje uma só empresa. Sempre foram ações de baixo valor (poucos centavos em geral) em que sempre o investidor desavisado tentava comprar achando que estava "barato" para vender "caro". Uma Ilusão que até hoje, de forma equivocada, habita o imaginário de muitos investidores.

O fato é que tenho a memória de que já fiz algumas operações em HETA.

Me chamava a atenção o fato de que ela ficava "de lado" uma vida inteira para então num impulso irracional e desproporcional fazer uma fantástica variação positiva para então em poucos dias regredir para a posição de origem de onde ela ficava novamente um vida.

Heta é daquela família de ações, assim como muitas, que é preciso o trader deixar obrigatoriamente apregoados atnto o LOSS como os os ALVOS, pois os candles do mesmo jeito que vão lá na "estratosfera", voltam para a posição de entrada ou as vezes resultam até em perdas. Tenho certeza que vcs conhecem muitas ações assim.

Ficar posicionado nela esperando valorização sólida poderá representar um sofrimento desnecessário pois ela pode ficar muito tempo no mesmo lugar sempre ameaçando resultar em perdas.

O sempre bem humorado trader DIDI AGUIAR ( aquele mesmo da agulhada do DIDI), meu mestre em algum momento da vida, deu um nome muito bom para isso: "Evacuar Sangue", como fazem os cães de rua - isso para não falar o nome certinho que ele costuma usar.... se nunca ouviu deve imaginar ; )

Sempre desejei ter o poder de prever estes movimentos bipolares. De estar ali comprado somente nos bons momentos e sair sem cerimônia. Por isso dediquei bastante tempo a estudar ações com este comportamento. Se aprendi algo com isso é que temos que entrar e sair tão rápido deles o quanto pudermos.

Se estou aqui perturbando o investidor, o trader ou o curioso com tantas palavras é por que considero este estudo de HETA menos uma oportunidade de negócios e mais como arte. A arte de operar com gráficos. Algo que amo fazer! Por isso peço de antemão que me perdoem por divagar pelos becos e memórias reencontradas de um trader.

Voltando a Heta.

O volume do dia 24 e 25 de junho e a resposta dada pelos candles a este aumento de negociações com HETA foi o que me chamou a atenção. Foi o que me inspirou a retira-la de dentro da "geladeira" ou do "cemitério das ações" as quais mal lembro que existem para o estudo que ora apresento

De todos os critérios que utilizo para identificar uma entrada um deles ainda deixa a desejar: trata-se da aproximação e compactação de fibonuvens. As fibonuvens estão alinhadas. O volume combustível necessário para a reação que queremos está ok. Contudo as fibonuvens não compactaram ainda como gostaria. Mas esta compactação geralmente nunca é perfeita com ações com histórico de baixo volume . Então resolvi arriscar assim mesmo. Penso que um fechamento acima de 15,88 ( não tão distante desta região) poderá aproximar as fibos a formar assim a "reação química" que lançará HETA pelo menos ao primeiro alvo

Para quem nos acompanha sabe que não consideramos o primeiro alvo um lucro mas sim uma "libertação". Sim uma libertação ao realizarmos parcial e ao mesmo tempo elevarmos o stop loss para a posição de compra, o risco de perder se reduz a zero e com este conforto em mente é que poderemos viajar despreocupados rumo aos alvos 2 e 3, sem ficarmos tentados a usar o dedo pesado para no teclado do seu laptop para sair da posição antes da hora

O gerenciamento de risco é algo tão ou mais importante que a técnica meus amigos



Aviso legal

As informações e publicações não devem ser e não constituem conselhos ou recomendações financeiras, de investimento, de negociação ou de qualquer outro tipo, fornecidas ou endossadas pela TradingView. Leia mais em Termos de uso.