guiquant

Perigo de Descorrelação

BMFBOVESPA:DOL1!   US DOLLAR FUTURES
Com todo esse movimento hawk nas principais politicas monetárias vemos nos últimos dias uma grande queda na liquidez global, principalmente em produtos mais sensíveis como dos emergentes. Após a taxa de 10 anos norte-americana bater 3%(Taxa Neutra ) em virtude de uma possível alta de juros de 50 bases-points nessa quarta-feira e um encolhimento do balanço mais rápido do que o esperado, tivemos uma grande fuga de capital para a moeda americana que chegou a descorrelacionar fortemente o real de suas principais matrizes conjunturais.

Esse nível de descorrelação eleva as chances de possíveis intervenções do Banco Central no cambio a vista (leilão de linha), esse tipo de evento pode ser identificado analisando a volatilidade de outros pares emergentes frente ao próprio dólar e ao Iene, uma vez que a volatilidade do real se destaca destes pares aumenta-se o risco de liquidez gerando uma atuação do BC . Por outro lado essa variável pode nos dizer mais sobre oque os players estão colocando no preço, uma vez que descorrelações são geradas por drivers internos, sendo que por aqui temos muitos no radar ... como comentei nos últimos posts.

Já que estamos falando de liquidez e correlação nada melhor que falar sobre o atual momento do RBA (Reserve Bank of Australia), após uma tendência expressiva de alta em sua inflação e números fortes relacionados ao mercado de trabalho. A decisão de politica monetária pode oferecer um aumento de até 40 bases-points, juntamente com uma possibilidade relevante do Front-Load nas próximas reuniões. Esse tipo de movimento pode gerar um equilíbrio entre o Real e o AUD em termos de carrego/carry, ou seja, uma possível saída de capital para captar premio em um país que possui atratividades semelhantes ou até mesmo superiores ao Brasil, que já se encontra próximo de sua taxa terminal de juros segundo boa parte dos analistas. Como não estou postando sobre o AUDUSD deixo aqui apenas uma controversa sobre essa possível postura segundo membros do próprio RBA: "Antes de mexer no juros é necessário ver os números dos salários"(Custo do emprego mais alto);

Com tudo isso vemos um price-action expressivo de baixa nas bolsas, que na minha opinião pode ser ainda maior com a iminência dos apertos monetários. Apenas um ponto de atenção, China mostrou o quanto o vírus ainda está presente e começamos ver números maiores também no Brasil, até onde isso pode mudar os ventos ? Headwinds pela frente ? fiquem atentos !

A agenda de hoje fica por conta de vocês, obrigado por quem chegou até aqui, e bons negócios.